Translate

quarta-feira, 20 de julho de 2016

Talvez

Talvez, no final, não importam os risos. Importa quantas vezes você quis chorar. 
Talvez, importe, inclusive, que nem chorar você quer mais. 
Talvez, importe que não tem mais importância.
Talvez, não ter mais importância importe e não sei como me comportar.
Talvez, eu não devesse me comportar e sim me importar.
Talvez, no final, não deveria ter final.
Talvez, se se pensa em final, não deveria nem ter começado.
Talvez, o que parecia certo era errado.
Talvez, o erro seja querer que tudo dê certo.
Talvez... Talvez... Talvez...