Translate

domingo, 22 de março de 2015

O Conflito do Pastor

Todos nós temos algum traço semelhante ao Criador. Muitos guardam a característica mais interessante, ao meu ver: tentar recuperar irrecuperáveis.

O que nos mantém acordados durante o dia e domina nosso sono durante a noite, é a vontade de transformar algo que já foi dado como perdido em algo que pode dar certo.

Neste meio tempo, muitas investidas são realizadas e a cada derrota, cresce no peito a esperança de que a próxima vez irá funcionar.

Funcionar...

É como um carro quebrado. Um aparelho de som antigo. Algo que sabemos o valor e sua funcionalidade - se é que assim podemos dizer. Entretanto, falta alguma coisa para que tudo dê certo. E nós nos alistamos para esta tarefa de reconciliar os rebeldes, buscar os perdidos e lutar pelos que aparentam vencidos.

A síndrome do pastor e a ovelha perdida.

Às vezes, para buscarmos algo que queremos tanto e está tão longe, acabamos deixando para trás as 99 ovelhas no campo. Aquilo que está dando certo. Aquilo que em número pode ser maior, mas não se compara ao prazer de trazer de volta aquilo que foi perdido.

Duro dizer. E, não que as 99 devam fugir também. Até porque, se as 99 também fossem fugitivas, onde estaria o valor da única ovelha perdida? Cada um cumpre o seu papel.

E, também, cada um recebe as consequências do seu papel.

Com certeza, a ovelha que se perdeu se machucou, sofreu e perdeu tanto tempo longe do carinho de quem sabia dela cuidar. A tristeza é quando a ovelha se perde para tão longe, que não importa o quanto o pastor se esforce para alcançá-la, ela já não pode mais ser achada.

No nosso coração bate a esperança de um dia voltar para casa e ter as 100 ovelhas nos devidos lugares onde elas deveriam estar. Olhar para a ovelha que antes estava perdida e ter o prazer de dizer que daqui ela jamais sairá outra vez.

Elisa Macedo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leu a postagem? Então não deixe de comentar. Abraços e que Jesus os abençoe, Elisa Macedo.