Translate

sexta-feira, 24 de outubro de 2014

Meus motivos para votar em Aécio

Confesso que votar em Aécio Neves não era minha primeira opção. Entretanto, minha candidata, Marina Silva, não foi para o segundo turno da disputa presidencial. Achei coerente apoiar  Aécio, uma vez que ele assumiu o compromisso de levar adiante propostas desta candidata (como a Escola Integral, por exemplo).

Além disso, tive a oportunidade de conhecer a realidade de outros estados brasileiros e posso dizer, com propriedade, que Minas Gerais está melhor do que muitos.

Aqui, por favor, gostaria de deixar claro que não estou dizendo que Minas é o paraíso. Realmente, nosso estado tem enfrentado muitos problemas. Muitos, inclusive, que não são exclusivos nossos, mas problemas que precisam de uma medida efetiva vinda da esfera Federal para auxiliar no combate ao crime e na melhoria da saúde, por exemplo.

Por falar em saúde, hoje, em Juiz de Fora, a população reclama da espera de horas nas filas de hospitais e UPAS, enquanto em estados vizinhos, como Rio de Janeiro, algumas pessoas passam dias esperando para serem atendidas.

Acredito que Aécio foi um bom governador para nosso estado. Nas últimas eleições, votei em Marina, nos dois turnos, por não me identificar com o candidato escolhido pelo PSDB, naquele momento. E me recusei a votar em Dilma por todos os escândalos envolvendo o PT e a falta de “desconhecimento” apresentado pelos líderes do partido. “Se uma pessoa não conhece o que acontece com o próprio partido, como vai conhecer o que acontece com uma nação do tamanho do Brasil?” – pensei.

Queria apostar em uma terceira via. Um novo modelo que viesse despolarizar o Brasil desse azul e vermelho, PSDB e PT. Porém, mais um período eleitoral se apresentou e o povo brasileiro mostrou estar contente com essa polarização.

Ter anulado meu voto no 2° turno das últimas eleições não mudou a realidade. Acho que meu voto, nesse momento, representa a insatisfação de milhares brasileiros com tanta corrupção, mentira e a forma como temos sido tratados pelo partido que se encontra no poder: como ignorantes que devem acreditar nas mentiras e se tornar dependentes dos programas sociais para que eles venham se perpetuar no poder.

Políticas Públicas, obras sociais e tantas outras ações do governo são feitas para beneficiar o povo. Enquanto elas forem feitas para beneficiar pessoas e partidos a governarem um país, todas essas ações já nascem mortas em sua razão de ser.


A inflação está ai, mas dizem que não. A corrupção dos últimos anos no Brasil foi escândalo para todo o mundo, mas o PT nada sabe. Como posso compactuar com isso? Sou uma idealista! Acredito que um país melhor pode ser construído. Aécio pode não ser a representação desse ideal, mas é o começo da mudança que o Brasil precisa, inclusive para permitir ao Partido dos Trabalhadores, juntamente com grande parte da população, venha rever seus ideais políticos.

Por Elisa Macedo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leu a postagem? Então não deixe de comentar. Abraços e que Jesus os abençoe, Elisa Macedo.