Translate

quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

Grito

Dá uma vontade de gritar!
Uma vontade de ir lá fora, ver o céu Algarviano com sua lua mais que perfeitamente cheia, olhar ao redor através da luz irradiada por ela e gritar.
Uma vontade grande, grande e louca. Grande, louca e nervosa. Grande, louca, nervosa e forte. Grande, louca nervosa, forte e irresistível vontade de gritar.
(Ahhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh).
Ainda levo jeito pra esse negócio de ser criança
Ouvir do outro lado um eco mudo que minha interpretação zombada pelo meu inconsciente traz como a resposta:
-Aqui.
Mas, não está.
Não há mais aqui. Não há mais lá. Não há mais em nenhum lugar.
Só o silêncio e o vazio do que ficou deixado para trás e não irá mais voltar.
Não irá mais voltar. Não irá.
E as emoções que hoje são fortes, ontem foram repelidas. Estranhas circunstâncias da vida que não nos deixa saborear o presente com o sabor da pizza de hoje no amanhã.
Passou a vontade de gritar.

Elisa Macedo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leu a postagem? Então não deixe de comentar. Abraços e que Jesus os abençoe, Elisa Macedo.