Translate

sexta-feira, 15 de novembro de 2013

Saudade Apertando

Foto: Edson Mishima / Eu e minha Mãe


Foto: Edson Mishima / Eu e minha Mãe
 
Eu e minha Mãe

Eu e minha Mãe

Eu e minha Mãe
Acho que a pior parte disso tudo é a saudades. Sinto saudades da minha mãe!
Às vezes me pego igual criança chorando no quarto gritando que eu quero minha mãe e é tão difícil ficar longe dela, por tanto tempo assim!
Todos os dias eu ligo meu Skype, nem que seja pra arrumar uma briguinha com ela, porque desse jeito a gente se fala por mais tempo e depois gastamos mais horas em reconciliação e falando da vida alheia para esquecer o mal clima.
Eu não consigo entender filhos que não gostam de mães! Sério!
Minha mãe é minha mãe e, pode parecer redundância, mas não é.
Minha mãe imitando o jogador
Eu e minha mãe nas calçadas de Cabo-Frio
Peripécias da minha mãe
Minha mãe beijando o Machado,
Se não me engano. :P
Eu e minha Mãe
A pior parte disso tudo é não estar com ela no shopping para dar aquele péssimo conselho de moda, que só ela sabe fazer. Querer combinar laranja com florzinha e falar que é moda. Não sei aonde, mas ela diz que é. Saudade de quando eu vou à um café comprar alguma guloseima ela atrás de mim falando "come mais, minha filha. Economiza com dinheiro não". To com saudades dela que não recebe nem R$200,00 por mês, mas consegue pagar contas de mais de R$1.000,00 e estou falando sério. O pior de tudo, também, é saber que a maior parte dessas contas é por minha causa, não porque eu peça, porque odeio ver minha mãe gastando dinheiro comigo, mas porque ela gosta de me fazer feliz ainda que eu não fale o que irá fazer.
Todos os dias aqui no Algarve, quando estou com frio, no lugar de colocar um casaco, eu coloco o roupão que ela me deu.
Ela só sabe fazer isso comigo...
No dia que fui lavar minhas roupas e ficaram branquinhas, fiquei me achando. Porém, depois que fiz minha blusa amarela ficar mostarda, meu pijama verde limão, ficar verde musgo e a blusa branca, cinza, senti falta dela falando que eu não sei fazer nada direito.
Família, saudades.
Eu não quero ir embora agora, mas eu quero minha mãe aqui.
Se eu pudesse, se eu fosse rica, se eu tivesse dinheiro, eu pagaria as passagens para ela agora mesmo.
Eu estou com saudades. E, eu não tenho vergonha de dizer: EU QUERO MINHA MÃE. AGORA!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leu a postagem? Então não deixe de comentar. Abraços e que Jesus os abençoe, Elisa Macedo.