Translate

quarta-feira, 25 de abril de 2012

Ainda sinto o cheiro bom de viver... O cheiro da realidade que não me impede de ousar, por vezes, a fragrância da fantasia! Ainda consigo me jogar dentro de uma sala de cinema e, naquele momento, ser aqueles personagens, vivendo aquela vida, daquele jeito! Ainda consigo ser humana, até quando não estou sendo eu.
Às  vezes, penso que levar a discussão de 'cultura capitalista' tão a sério, faz a magia, aquela que não se compra, se perder em meio à tantas teorias e outras coisas.
Pessoas insatisfeitas com a vida real, não irão se satisfazer na fantasia. A fantasia é para quem a vive. A fantasia existe para quem a tem como real.
Não digo para ficarmos nos projetando... Isso é doença, mas digo para que durante aqueles 90 minutos, ou 180 (no caso do Titanic) você deixe pra trás os seus problemas.
Sou contra cultura vendida, mas se tem algo que eu sou incoerente neste assunto é em relação ao cinema. Sim, eu vou ao cinema para ver a ficção, a realidade, deixa que ela eu a vivo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leu a postagem? Então não deixe de comentar. Abraços e que Jesus os abençoe, Elisa Macedo.