Translate

sexta-feira, 29 de abril de 2011

E o chão outra vez foge dos meus pés e eu fico me perguntando "o que será? O que será?". Começo a acreditar que eu estou no lado errado, que eu  é quem estou errada, pois não é possível o mundo inteiro estar errado para apenas eu estar certa (ou será?).
Perplexamente, começo a comparar a vida que tinha e a que tenho e meu efeito projetivo começa a falhar quando olho para uma sociedade que mata todas as expectativas de futuro  que eu possa estar ansiando em meu âmago. A sociedade onde o "certo não é tão certo" e o "errado não é tão errado", a cada dia que passa eu, sinceramente, fico cada vez mais perdida nesse prelúdio de fim dos tempos que não acaba logo.
É o desengano das pessoas, é o falso abraço, é o falso sorriso, é o falso  "bom dia", é o falso verdadeiro e a falsa falsidade... Eu não sei o que acreditar, em quem confiar, para onde correr, pois, até nos campos de fuga os refugiados estão em busca de show bussines.
Um jornalista muito sábio disse essa semana "se você faz amor com uma pensando em outra, sua vida é um engano meu amigo"¹, então da nossa mente sabemos, mas e da mente do outro? Como penetrar dentro deste labirinto que engana a ele próprio.
Até quando vamos ficar nos enganando? 
Não projeto apenas o lado emocional, o sentimentalismo, mas parece que nossa sociedade está o tempo todo tentando nos sufocar e nos obrigar a correr pro outro lado. Alguém pode me explicar porque ninguém está tentando voltar pro lado certo? Porque pararam de lutar pelo verdadeiro amor? Porque poucos escolhem a profissão pelo prazer de fazer o que gosta? Porque  quase ninguém come doce de leite na varanda vendo o dia passar lentamente?
Onde paramos de sonhar? Onde paramos de acreditar nos nossos sonhos? Porque até eu, que sempre fui idealista ativa, agora resolvi esperar do próximo o que eu também sei fazer?
Onde está indo parar a nossa sociedade? Onde estão divagando as nossas mentes?
Existe uma frase no maior best seller de todos os tempos² que diz "a onde está o seu tesouro, ali está o seu coração"², onde está o nosso coração então?
Será que estamos com a caixa do tesouro de outro, tentando enganar os nossos corações?
Será que estamos alterando a ordem de tudo fazendo o que não era para fazermos e deixando de fazer o que é necessário? - Fato, estamos, tudo importa, cada segundo importa, cada escolha importa. 
Eu abro os olhos e vejo um mundo sem esperanças, sem fé, sem forças. Fingindo de forte e lutando contra si mesmo para acreditar que isso aqui pode melhorar.


Abraços, Seyal Layes

1- José Luiz Ribeiro
2- A Bíblia Sagrada

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leu a postagem? Então não deixe de comentar. Abraços e que Jesus os abençoe, Elisa Macedo.