Translate

terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

É fácil, ou talvez apenas mais fácil, começar uma nova vida em um novo lugar. Difícil mesmo é começar uma nova vida no lugar de antes.
Tem coisas na vida que adiar é apenas uma literal questão de tempo, que o máximo que irá fazer é trazer alguns problemas futuros que poderiam ter sido evitados.
Ano passado eu poderia ter terminado o Técnico no CTU, mas evitei passar perto daquele lugar. Porém, esse ano, inevitavelmente e irremediavelmente, tive que voltar. Quem tem acompanhado passivo aos acontecimentos de minha vida que tenho postado nesse blog tem, além de tudo, percebido algumas mudanças significativas. Estava agora mesmo conversando com meu amigo da faculdade que eu sozinha jamais teria conseguido fazer essas mudanças e o pouco mudado teria sido momentâneo. Somente Deus para fazer tamanha "drasticidade" tão sutilmente em minha vida. A questão é que voltar para o CTU com uma nova concepção estabelecida é uma sensação ruim de déjà vú, uma lembrança de uma má vida que a todo instante quando algum conhecido diz: "é você?", ou então "você se parece com aquela menina... não diga, você é ela! Que diferença!" faz uma retrospectiva na minha mente só me provando o que eu já estou sabendo a algumas semanas: que eu não era tão boa quanto eu pensava.
Mas, sabe, não fico infeliz por isso. Fico, sim, pensando que eu poderia realmente ter sido melhor, mas se não fui, eu ainda estou aqui e posso fazer melhor agora com  a ajuda de Deus. Não me vanglorio também por aqueles momentos...
Descobri que atraio aquilo que sou, ou seja, se quero atrair para minha vida pessoas melhores eu preciso ser melhor. E, quando eu dizia ano passado e retrasado "todo mundo tem o que merece" para me conformar de algo que eu estava passando, eu não acreditava que eu merecia aquilo tudo, hoje penso diferente. Merecia sim. O que eu não merecia foi o olhar de Deus depois de tudo que eu fiz para Ele se chatear comigo, mas, embora, o meu passado me envergonhe forte e ferozmente o meu presente é cheio de graça, pois mesmo não merecendo e mesmo fugindo Dele, o Senhor me chamou para um forte e longo abraço e fez de mim alguém do Seu agrado. Deus me protegeu quando eu tinha esquecido que existia proteção. Ele não me deixou cavar mais quando eu já estava no fundo do poço... Sou extremamente grata a Deus. Extremamente grata a Ele com minha vida e com extrema adoração.
Então, não adianta adiar as coisas, as conversas, os cursos... Agora vou ter que encarar de frente essa velha experiência e ver se realmente estou tão mudada a ponto de não cair nos mesmos erros e se possível, nem em outros.
Manter-se firme por uma semana é fácil, mas  com Cristo eu vou até a eternidade. Sem Ele, não resisto nem um segundo.

*Foto de outro blog

Nota: Eu sou aquilo que eu quero atrair.

Um comentário:

  1. Essa lei da atração é verdade msmo, nós deveriamos atrair só gente boa para fazer parte da nossa vida! Ainda bem que Deus está do nosso lado quando isso nao acontece!

    ResponderExcluir

Leu a postagem? Então não deixe de comentar. Abraços e que Jesus os abençoe, Elisa Macedo.