Translate

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Hoje as coisas na minha vida parecem tão subjetivas que não dá para se apegar a muita coisa ao meu redor. Tudo que eu tento colocar de "extra" é com o sentido de: "pra que que eu estou fazendo isso se no meu futuro isso não vai estar presente". É verdade. Tem coisas que eu não coloco hoje na minha vida porque com toda certeza não farão parte do meu futuro.
Eu tenho sonhos que tinham sido enterrados e entrado em decomposição, mas depois de ressuscitados eu não vou deixá-los morrer de novo.
Agora eu estou em busca de coisas eternas.
Eu não sei... Só se algo foi muito sólido, muito sólido mesmo para que eu venha englobar.
Tanto é que nem sofro quando essas "coisas passageiras" são algo que eu queria e não podem ser meu, ou então eu perdi... Pra que sofrer?
É preferível esperar o eterno do que curtir com o passageiro e ainda encher sua cabeça de problemas por coisas que amanhã não farão o menor sentido. Já fiz isso uma vez e quebrei a cara, acho que agora felizmente eu aprendi.
Que bom!

Frase: "Quem procura relacionamentos profundos não deve se afogar em relacionamentos superficiais."
Nota: Pensei que eu não fosse dizer isso, mas estou com saudades da FACOM, ou do tempo que eu passava lá.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leu a postagem? Então não deixe de comentar. Abraços e que Jesus os abençoe, Elisa Macedo.