Translate

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Estava revirando minhas folhas pra encontrar meus materiais do vestibular (acreditem, estou estudando de novo pro vestibular, mas isso é outra história não muito importante... ainda) quando encontrei meus poemas.
Realmente eu mando bem. Não é soberba, nem orgulho. Feio seria falsa modéstia, mas realmente quando eu leio os poemas, principalmente depois de muito tempo eu fico me perguntando "Nossa, foi eu mesma quem fez?" e sim... Foi eu.
O que me deixou um pouco encabulada, foi o fato de encontrar poemas feitos em forma de cartas que eram para entregar pessoas que não entreguei. Hoje eu não penso "Ah se eu tivesse entregado seria tudo diferente", penso "Que bom que não entreguei, livrou-me de mais um peso da humilhação de mostrar meus sentimentos a pessoa errada."
Pensei sinceramente em rasgar, irei fazer, claro, mas depois que digitar pelo menos a parte que interessa.
Vendo isso eu percebi como as coisas perdem o valor com o passar do tempo, como se nem tivessem tido algum valor um dia. Isso as vezes me deixa triste, não o fato de não sofrer- isso é ótimo! - mas a questão de tudo ser tão efêmero a ponto não sentirmos falta em pouco espaço de tempo.
Fico com medo de no final das contas ser assim mesmo. As coisas só terem importância enquanto damos importância a elas. Eu acredito que tem coisas na nossa vida que irão ter importância ainda que não venhamos dar a devida que ela merece... porém, vendo papéis rabiscados eu fico um pouco 'frust' pelo fato de que, então, em minha vida, poucas foram as coisas que entraram e realmente merecia importância.
Percebo que perdi muito tempo valorizando coisas sem valor e não com valor inestimável igual eu pensava. Às vezes eu não conseguia 'valorar' as coisas, mas hoje vejo que não é porque o valor era grande e sim porque era nenhum.
Estou feliz por estar sendo mais seletiva, só que ainda corro riscos de errar, afinal, ainda vivo nessa terra... Ainda...
Só não quero ser mais "uma galinha de domingo" (Claricie Lispector) e no final das contas ter outras galinhas a cacarejar e eu ser apenas um rastro na terra, ou nem isso... afinal quantas outras já passaram por aqui e não se tem nem memória? Não quero ser para as pessoas o que muitas pessoas foram para mim: NADA! ou pior (não sei o que é pior entre os dois) ter sido algo ruim para elas.
Enquanto se vive ainda há chances de mudar, de ter valor e de ser valorizado.
Às vezes nos frustramos procurando que algumas pessoas no  valorize, mas nos enganamos, não porque não temos valor, mas porque damos a pessoas que não tem nenhum bom senso o direito de nos 'valorar'.
Hoje comparo a vida, os sentimentos, as pessoas a uma grande loja de um dono difícil: Quem tem o dinheiro para pagar o valor de tal mercadoria, leva... quem não tem, não leva. Não desça o seu valor por ninguém, quem realmente quer te "comprar" trabalha mais para pagar o quanto você vale. É preferível passar a vida sozinho do que pessimamente acompanhado. Muitas vezes não ter nada é o melhor que você pode ter... É melhor não ter nada do que uma pilha de problemas.
Não estou dizendo para serem conformistas, apenas para analisarem as pessoas que estão ao seu redor. Não espere nunca que as pessoas mudem, mude-se a si mesmo a forma de pensar. Quem te ama faz tudo por você, assim como você faria se amasse também.

*Foto de outro site

Nota do dia: Deixem que as pessoas pobres encontrem pessoas baratas que aceitem as micharias que elas tem a pagar por essas, não desça seu valor, seja a maçã do alto... Ainda que ela fique lá no topo da árvore para sempre, pelo menos não terá sido colhida por um qualquer que não fez esforço nenhum para alcançar a melhor fruta. ;) Guarde isso.  - Tami amo você! (Deus colocou na minha vida uma pessoa muito especial e ainda que ela não tivesse nada a me oferecer eu a amaria do mesmo jeito, pois sei que se ela tivesse nessa situação, traria nos olhos a vontade de doar até mesmo aquilo que não tem por amor - amizade)

Frases do dia:
 "Nada mais natural para quem ama do que doar, nem que seja doar a si mesmo." Pastor Eliseu Peroni
"Conceito de amor ficou tão fútil... Banalizado!" By me


'Valorar': Dizer o quanto vale alg; Dar valor; Dizer o quanto vale. (Significado nesse contexto)

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Guerra Civil - o começo de uma revolução

"Não vamos pedir tréguas a terroristas, marginais, delinquentes. Vamos dizer-lhes que se querem enfrentar o Estado que venham. Nós vamos reagir com tudo", garantiu o prefeito da cidade, Eduardo Paes.

Não irei falar sobre o que está acontecendo na cidade do Rio de Janeiro, se querem saber clique AQUI ou liguem a TV.
A análise que pretendo discorrer é de tamanha relevância, pois o estado calamitoso que o RJ chegou, diversas outras cidades pequenas e até mesmo grandes, estão chegando a ele aos poucos e sem perceber. Enquanto o crime se expande a população é conivente com isso, ainda que não perceba. Mas como a população irá agir? Se a polícia muitas vezes se tornou sinônimo de corrupção?
Um morador da Rocinha resolve (por exemplo) denunciar o crime, porém a polícia QUANDO aparece, vai lá, faz uma graça... finge que aterroriza os bandidos, porém traumatiza o povo, e vai embora deixando os moradores novamente desfavorecidos de segurança e atormentados pelo medo caso algum fora da lei descubra o que ele fez.
Não irei criticar a sociedade, afinal, ela é reflexo do governo, que é reflexo do povo... não se sabe quem é o exemplo de quem, ainda mais no Brasil, que sempre espera o problema chegar a um ponto que nem os outros países conseguem ficar indiferentes ao que está acontecendo.
Vê imagens de bandido fugindo e um monte de leis que impedem os órgãos competentes de atirar é um absurdo!
Enquanto o bandido não tem lei, o cidadão de bem, os policiais tem que seguir um monte de burocracia para conseguir fazer o necessário. Direito Humanos deveria se chamar Direito do Bandido.
Eu nunca ouvi falar que o DH doou roupas, comida, medicamentos para locais onde isso realmente era necessário,  que mais se escuta é que esses 'desumanos' estão sempre defendendo quem não merece defesa.
Não sou anarquista, sou a favor da lei e principalmente, de uma sociedade justa... justa para quem é justo... e justiça implica em agir sem lei, para quem sem lei age constantemente.
Dane-se a constituição, limpem o RJ!
Defendam quem merece defesa e bola pra frente que o Brasil é da gente.


*Foto de outro blog.

Nota: Creio em uma sociedade justa e honesta, na qual o bandido pode se reestabelecer na sociedade. Tenho profunda compaixão das pessoas que são viciadas em tóxicos, pois elas realmente não respondem por si e sim pelos seus vícios. Os seres humanos foram criados para dominar e não para serem dominados... Acredito em uma sociedade melhor para todos, não para nossos filhos e netos, mas para nós que estamos aqui e agora.
Que Deus tenha compaixão de vocês.
 

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Algumas coisas acontecem na nossa vida e sofremos tanto pensando que aquilo só serviu para nos fazer chorar, mas vemos que servem para nos fazer crescer.
Podem me chamar  de louca, mas uma das maiores dores da minha vida me trouxe a maior alegria que eu estou sentindo agora e com certeza é para sempre! Precisamos encarar os problemas da vida com a consciência de que vamos crescer. Perceber isso depois é bom, mas quando notamos que há um propósito importante em tudo e no momento do acontecimento, passamos a encarar a vida de uma forma diferente... Nossa, a vida realmente muda a cara.
Agora até mesmo na dor eu estou feliz. A felicidade é um estado constante de espírito amontoado em vários momentos felizes que nenhuma dor momentânea pode tirar. Felicidade é constante e que deve ser passageiro é a dor.
Vou falar o motivo que pode dar a muitos o direito de me chamar de louca, mas se para crescer o quanto cresci eu soubesse que iria sofrer tudo aquilo... Eu teria feito tudo da mesma forma. (Se eu não soubesse do plano A, claro, mas se isso foi necessário... Valeu Deus, de verdade!)
Sei que aquilo foi o plano B, porque Deus não tem interesse em ver ninguém sofrer, tem grande diferença entre o que Deus permite o que é propósito Dele.
É propósito Dele nossa felicidade... E Ele muitas vezes permite que venhamos quebrar a cara, pois Ele nos mostrou um caminho, seguimos outros, então dentro do caminho errado Ele cria um atalho para nos resgatar.
A vida é muito boa gente!
A vida é muito boa.

*Foto do Impacto com minhas manas em Cristo - FDS marah

Nota: Meu papi aceitou Jesus Cristo como único e suficiente salvador e se você ainda não fez isso, faça logo... mas não faça pelas bênçãos, faça pelo amor, porque as bênçãos seguem os que creem;
Peguei minha foto de Ainstain com o Anjinho (Ângelo);
Frase: "Deus cria um plano de fuga para nos resgatar quando fugimos de sua presença". By Lis Masil

OBS: Meu blog foi indicado a um prêmio... :D VALEU DEUS! E obrigada ao escritor do Preguiça Alheia (clica ai pra ver minha indicação :P)

quinta-feira, 18 de novembro de 2010


Você passa a vida inteira sem ter algo, sem conhecer alguém, sem saber que alguma coisa existe... mas quando você sai da ignorância e passa a ter conhecimento desses fatos: acabou.
Você passa a viver em função da existência desse algo e tudo que você faz é motivado pela existência disso e no final das contas você não se liberta de sim, mas se prender a algo mais.
Começa a projetar utopias, mas se for humano e corajoso o suficiente lutará pelo seu sonho independente se ele parecer inatingível, afinal o impossível para o ser humano é aquilo que não foi alcançado por não ter sido tentado.
Tente! Tente sempre.
Eu vou tentar...
Eu estou com medo, mas... Quem nunca sentiu não é humano.
Se arrependimento matasse confesso que não estaria aqui.
Tenho motivos diários para me arrepender de algo. Arrependo-me do mal sempre.
E sabe, realmente tem pessoas que não se arrependem nunca, pois elas só tem remosso, remoem osso pensando que isso irá trazer de volta a carne, mas não mudam de atitude. Não se arrependem mesmo. São uns lobos que passam pelo mundo em busca de algo que nem eles mesmos sabem.
Tenho pena!
Tenho muita pena!
Tenho uma pena tremenda e oro a Deus que tenha misericórdia de quem pensa assim.
Eu antes me preocupava em que imagem passar a esses lobos, mas hoje em dia não ligo, posso ser vista de cabelo em pé na rua que não me importa o que eles veem e sim o que tem dentro de mim... algo que se continuarem como são jamais terão: verdadeiro amor!

Nota: Fui ao salão arrumar meu cabelo hoje e lembrei do Angelo (aquele pastorzinho emo :P - me bate não anjinho te dou um todynho :P) me zoando quando meu cabelo ficou mais claro  falando algo semelhante a: Lá vem ela com esses produtos que tem um monte de outros efeitos além do que ela queria... É sempre assim, ela faz algo no cabelo e o produto é culpado de outra coisa. Hihi Anjinho psicopata! Fabrício louco... Tamiris anormal - Héquito meu amorzinho lindo da mamãe. Às vezes fico aqui em casa rindo sozinha lembrando de umas coisas sem noção, mas que são partes dos momentos felizes de minha vida. Esses  três meses marcaram profundamente a minha existência de uma forma totalmente positiva. Hoje vejo que se passei por algumas coisas é porque foram realmente necessárias para meu amadurecimento, fico feliz por ter tido consciência disso dentro do problema. Amanhã estou indo colher os frutos da minha mudança. Não virei piriguete sem causa e deixei muita gente que pensava que poderia me fazer feliz na fila de espera para encontrar a pessoa certa da vida deles, não sou de usar ninguém... o que é nosso ta guardado e eu não estou com a mínima pressa! Eu encontrei as pessoas certas para esse momento da minha vida: meus colegas e amigos, embora alguns eu nem tenha tanto contato assim... mas ta valendo, todos que me fazem sorrir merecem minha consideração e o resto, eu posso dizer que literalmente, são como se nem tivessem nascido.

*Fotos  Meus amigos na granja da minha família esse fds

*Believe - Skillet*

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

NOT Hypocrisy


Depois que eu deixei de ser hipócrita a minha vida realmente mudou.
Antes eu vivia falando: "seja bom", "faça o bem", "não pense assim"... vivia dando conselhos que se eu realmente os seguisse a minha vida teria sido totalmente diferente até aqui.
Mas hoje eu parei com isso. Hoje eu sou uma sábia, ou pelo menos um pouco mais sábia do que antes.
Agora eu sou aquela que não só fica jogando palavras inteligentes para o ar e age como uma verdadeira tola. Nesse instante eu uso as ideias inteligentes em minha vida. Aplico em mim os conselhos que antes dava aos outros para que estes fossem felizes e eu não os fazia comigo.
Agora eu sou feliz.
Eu o tempo inteiro pensava em ajudar os outros pensando não querer algo em troca, mas no fim das contas esperava ajuda alheia... agora eu ajudo a mim mesma confiando em Deus e não mais pregando aquilo que eu não vivo, pelo contrário, não deixei de falar para não ser obrigada a viver, mas passei a viver aquilo, as coisas inteligentes que eu tanto jogava nos ouvidos dos outros.
Encaro as situações com outro olhar, com uma nova percepção.
A cada segundo que eu me sinto abalada por algo eu realmente penso "Eu fiz o que pude" e se tiver algo a se fazer faço, se não tiver tenho minha mente tranquila e limpa. A cada segundo eu consigo me reconstituir instantaneamente após um choque.
Hoje vivo para meu prazer e meu prazer é ver quem me ama bem.
Quando eu queria ver quem eu amava bem eu não conseguia fazer... agora que faço as coisas por mim parece que todos ao meu redor sentem isso.
Não é mais um sorrir alto para mostrar que eu estou feliz... Mas é um sorriso alto de espontaneidade de não ter que provar nada pra ninguém.
Posso dizer que minha mudança "repentina" se deve a vários fatos, mas um dos principais é esse... Eu parei de viver de hipocrisia e não fugi do que eu falava para não ser hipócrita, mas passei a me esforçar para fazer o certo, por mais difícil que fosse.
Eu agora fico pensando no fim de cada dia "Eu fiz o que achei correto" e não me deito no travesseiro remoendo marcas e pensando "mas e se..." MAS E SE DANE!
Não tem "se".
A vida é feita de realidades.
Todo dia ao acordar você recebe uma oportunidade e  eu estou aproveitando as minhas.
Posso até ficar chateada, mas acordo com um novo ânimo, uma nova visão... uma nova fonte de vida. Porque parece que quando estamos na terra pensamos ser "os eternos", mas não somos (ainda...). Somos pessoas que até segunda ordem morreremos e eu não quero nos meus últimos 15 segundos de vida ficar pensando que algum dia na minha vida eu poderia ter agido diferente.
O erro na minha vida agora é um acidente e não uma premeditação.
Não sou mais hipócrita de ficar pensando que uma leitura pode mudar a vida de uma pessoa, que não muda. Só muda quando a pessoa já está intencionada para aquele fim, caso contrário... Ela pode ler, achar inteligente, ficar com aquilo no inconsciente, mas somente quando a mudança for realmente necessária em um momento caótico ela irá mudar e se recordar do que leu, ou não.
Eu não tinha fé no ser humano, mas idealizava muito a forma como ele poderia mudar.
Eu ainda acredito no dom e na força das palavras, só não tenho muita esperança que as pessoas hoje em dia mudem toda a sua forma de ver e viver por conta delas.
Se fossemos mais influenciados pelas coisas  boas da vida realmente muita coisa no mundo já teria mudado para melhor.
O ser humano é bom por natureza e isso quer dizer que ser ruim não é nato, de nascença... Quer dizer que para alguém ser ruim, para alguém ser mesquinho ele precisa se esforçar muito, premetidar bastante.
O bem sai naturalmente.
Uma folha de papel cai no chão, você por impulso tende a pegar e devolver ao dono. 
Você quer sumir com o papel de alguém, você tem que premeditar como chegar ao papel, como pegar, como sumir com ele e o idealizar como irá se sentir depois para efetuar o ato. Ser ruim demanda mais trabalho e mais esforço, então para mim é ruim quem quer, fere as pessoas os que desejam assim fazer, sem essa de engano, embora existam suas exceções- raríssimas!
E é assim.
Descobri que é preferível chorar por ter sido enganada e ter um coração sincero do que sorrir por ter enganado alguém e ter o coração sujo.
É sempre tempo de mudar, mas dificilmente o ser humano irá mudar pelo amor e se você pensa que sim e ainda não mudou é um tolo, um eu antigamente - pensa mas não faz- um babaca.
Mas se você como eu acredita que essa mudança por conta de uma leitura, de um discurso que uma palavra pode mudar sua vida é uma utopia, eu te aconselho a fazer como eu: baixe muitos filmes de romance e viva a ficção, pois na vida real as pessoas vivem o imediato e problema do depois.

Frase do dia: "Homem que é homem não espera a principal atitude de uma mulher" By me
Nota: Se baste e isso basta.

*Foto: Eu subindo o muro de escalada - Se olhar para baixo te impede de subir, simplesmente não olhe. Se olhar para o passado te impede de caminhar para frente, simplesmente não olhe, siga a diante.

*The Older I Get - Skillet (acústico)*

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Muitas vezes planejamos fazer o bem para quem amamos e se tudo dependesse unicamente de nós, ainda assim, talvez as coisas dessem mais certo.
A vida anda tão complexa...
É só isso.
Confesso que tinha tanta coisa em mente para falar, mas vou ficar somente nisso.


Nota: FDS mara na granja com meus amigos. Foi tudo de bom! Valeu Deus pelas pessoas que o Senhor colocou e fez permanecer em minha vida.
*Foto: Eu atualmente.

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Bora dar uma volta de ônibus em JF?


Andar de ônibus em Juiz de Fora é um risco de vida.
Não importa o horário, você está correndo o grave risco de não se acidentar ao ficar dentro de casa!
O sistema de transporte coletivo dessa cidade é caótico. É uma das únicas cidades do BRASIL que não tem concorrência entre empresas de ônibus, um monopólio sem igual no qual o serviço é caro e mal prestado.
Deixando a parte a falta de treinamento do pessoal para lidar com o público (tirando os que já possuem o carisma natural), o serviço de transporte público juizforano é extremamente caótico e está chegando, ou melhor, passando do ponto do povo fazer algo mais do que reclamar dentro do veículo.
É um absurdo! Um ônibus que cabe no máximo 70 pessoas, aproximadamente, algumas vezes levar até duas vezes mais tripulantes. E pior, os trocadores e motoristas se acham no direito de obrigar as pessoas a se espremerem, virarem suco para caber mais gente!
Para ai! Pen-pen! A gente paga passagem. Não andamos de graça e tem gente pendurado na porta.
O problema é acidentes, não gosto nem de pensar e Deus não permita, mas quantas pessoas a mais sairiam feridas caso esse horrível probabilidade acontecesse, principalmente levando em conta o fato de que um motorista com pessoas quase sentando no seu colo está com o nível de concentração na estrada muito menor.
Será que o prefeito não tem janela na casa dele para ver um monte de quadros nas janelas dos  ônibus, porque a cara das pessoas coladas no vidro estão se assemelhando a pinturas cabulosas!
O povo está pagando caro, sendo maltratado, humilhado, “desdeixado” (porque já somos deixados pelas políticas anteriores) e ninguém faz nada! Absolutamente nada.
O trânsito na cidade já está ficando insuportável nos horários de pico, o número de moradores da cidade aumentou, as pessoas que saiam de carro estão deixando eles em casa por conta do péssimo desenvolvimento rodoviário das avenidas da cidade devido aos congestionamentos e não aumentam a quantidade de ônibus?
E os veículos que vão para a universidade?
Nem porcos, nem porcos em direção ao matadouro vão tão amontoados na boleia de um caminhão quanto os estudantes que dizem ser o futuro da nação vão dentro dos “cinco alguma coisa”.
Por favor, respeite-nos. Afinal, estamos pagando e não pedindo favor e ainda que estivéssemos, se for fazer: FAZ COM QUALIDADE!

Nota: Brasil, um país de alguns.

*Foto de outro blog.

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

E seja o que Deus quiser

Enfim, temos a presidente do Brasil.
Não quero fazer apologia a grupos esquecidos mas "Depois de 4 anos veremos o resultado".
Eu torço para que sejam tomadas as melhores atitudes para o Brasil, mas sinceramente eu não espero que isso aconteça.
Eu torço para que não venhamos mais uma vez ficar construindo prédios bonitos em cima de bases desestruturadas e que daqui alguns anos pode cair e sobrar para 'o presidente da vez'.
O Brasileiro é imediatista, parece que não estuda história, não vê que muita coisa que se planta hoje... só se colhe após.
Esperar que o Brasileiro amadureça politicamente é o mesmo que esperar que os resultados dessas eleições fossem diferentes... Mas ainda assim restava aquela fina esperança.
Eu não me pronunciei no primeiro turno depois das eleições porque já me bastava lutar contra uma tentativa ínfima de tentar manipular votos na minha sessão eleitoral que eu, claro, 'denunciei'. Mas o caso é que o Brasil ficou tão sem alternativa para presidente que eu fiz algo que não gostaria de fazer nunca, votei no mesmo candidato (a) que votei no primeiro turno e te garanto que INFELIZMENTE ela não estava entre os candidatos do segundo.
Mas não foi um voto jogado no léu porque eu não sabia em quem votar, porque não quis assistir debate, ou porque não queria apoiar um dos partidos... Não foi um voto inconsciente, muito pelo contrário, para tomar essa decisão eu tive que pensar muito e analisar mais ainda.
Só não queria brincar de brasileira burra: Colocar o 'Color' no poder e depois pintar a cara para tirar ele como se fosse somente culpa dele o fato de ele ter sido presidente (se é que alguém entende a minha analogia).
Hipocrisia não.
Eu me sinto no total direito de lutar contra qualquer absurdo que possa começar (continuar) aqui no Brasil. Não deixei de ir as urnas... eu fui e fiz o que me pareceu melhor pela nação e se pelo menos 50% da população tivesse feito o mesmo, teríamos um primeiro terceiro turno com candidatos talvez mais dignos (não que esses não fossem - em alguns aspectos).
Enfim, nem 25% da população sabe que o voto nulo significa isso... Que venham os próximos 4 anos e que Deus perdoe nossa nação caso venhamos ter feito algo errado e que Ele não tire de nós seus olhos por apoiarmos a iniquidade legalizada.

* Foto da net

Informação: Os votos brancos somaram 2,4 milhões (2,3%) e os nulos foram de 4,6 milhões (4,4%)*  e muitas pessoas não compareceram as urnas, alguns tentam explicar esse fato por conta do feriado, eu penso diferente. Isso mostra o quanto o povo está desacreditado na política do seu país. Embora tenha sido menor a abstenção do que no primeiro turno.
*http://colunas.epoca.globo.com/bocadeurna/