Translate

terça-feira, 26 de outubro de 2010

Novos sonhos vão brotando expontaneamente e novas imagens se reproduzindo na mente. Alguns fatos hoje não são nem vestígios na memória e em alguns momentos é fácil acreditar que nada daquilo existiu e essa inexistência de algo existente é muito bom.
Apenas alguns fragmentos da memória de um livro que se leu na segunda infância.
Não é algo tão difícil para quem já viveu uma coisa que nunca aconteceu, para quem já sentiu saudades de uma vida que não viveu, garanto que esse processo é muito, mas muito mais dificil do que esquecer algo que aconteceu.
Existe todo o processo de entender que aquilo tudo foi ficção e obrigar seus órgãos a entender isso.
Mas não é necessário detalhar a vida, ela mesma se explica moldando e formulando novos caminhos, desenhando nas pedras e fazendo novas esculturas. Abrimos nossos olhos pra ver o que de mais belo há no mundo e fechamos para não olhar  para os lados que não são tão importantes assim.
A vida é um todo, mas nem tudo merece importância.
Basta apenas caminhar e apreciar a passagem, pois quando o grande trem chegar se possa fazer uma boa viagem para um verdadeiro paraíso.

*foto de outro blog

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leu a postagem? Então não deixe de comentar. Abraços e que Jesus os abençoe, Elisa Macedo.