Translate

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Não divulgar


Olá, o meu nome é Morgan Nargmo e eu tenho uma história para contar a você.
Um rapaz em uma cidade grande, muitas mudanças para pouco tempo e o que eu poderia fazer além de ajudá-lo?
Sou aquele na beirada da sua cama te contando sua história, relembrando o seu passado e mostrando como eu estava presente. Um homem mergulhado na banheira afogando-me em deduzir os seus pensamentos para poder te alertar.
Alertar-te contra mim! Mas... Você não percebeu antes e nem irá perceber agora que eu não sou uma boa pessoa.
Espero que não chore ao perceber o que fez a pessoa que você mais amava.
Por vezes as pessoas pensam estar infelizes e sempre precisam de alguém ao seu lado, precisam ver sinais e não somente enxergar os que já são colocados em seus caminhos, precisam encontrar motivos para entender que a realidade realmente é real. Elas não acreditam estar felizes.
Quando você dormia, encontrava-me e eu te dizia quem eram as pessoas. Você acreditava em mim e boa parte de mim não precisava fazer nada para isso, afinal, você precisava de alguém em quem confiar, já que não acreditava em si mesmo.
Mostrei para você pessoas que mentiam e somente no futuro você veria, mostrei para você pessoas que te sugavam e somente com a sequidão perceberia, mostrei para você os seus caminhos e você os seguia. Tomei sua confiança, fiz você acreditar em mim... Não porque eu seja um cara legal, mas eu sabia que precisaria fazer você pensar que sou.
Um infiltrado entrou em sua vida. Eu estava muito ocupado cuidando de outras causas, para mim, você não era tão importante e eu sabia que você daria um jeito de continuar nos seus caminhos errados mesmo que eu não estivesse ali. Afinal para você é só mais um cigarro, um trago de narguilé, uma garrafa de vodka... uma mentirinha, um desejo obscuro, tudo NADA DE MAIS! Eu era feliz enquanto você ainda pensava assim.
Por vezes apareci em seus sonhos, algumas vezes te convenci, porém alguém te mostrou que o amor não é a mesma sensação de se comer um balde de chocolates. Alguém estava estragando os meus planos!
Quando resolvi voltar encontrei o seu coração mudado. Havia luz. Aproveitei-me então da sua confiança que eu já conquistara outrora e resolvi te alertar, mas agora te alertei contra outra pessoa, contra ela a que te colocou perto da luz!
Você fingiu me ouvir, você tentou fugir... Ela ainda estava lá e eu coagido tentando te livrar de ser mais um serzinho repugnante e bonzinho. Ela estava ganhando, mas eu iria revidar!
Eu observei os seus caminhos através do meu olho em seu peito, da minha estrela em sua vida... mesmo de longe eu ditei regras.
Quando ela estava lá eu não podia fazer nada! Barreira que eu precisava quebrá-la, você também, acredite... acredite em mim. (Já acreditou tantas vezes)
Você fechou um dos meus portais ao rasgar a carta que você trazia sobre o seu corpo, fiquei com minha visão limitada- odeio o fato de não ser Deus - e quando percebi que você começava a trabalhar para mim mesmo sem eu te pedir eu resolvi ficar mais perto. Sabia que o fim estava próximo e que eu poderia ganhar. Você pensava estar no time dela, mas estava no meu. Gol contra e você marcou.
Ela também já não agüentava tantas mentiras, tanta dor, tanto sofrimento, tanta falsidade e você... Você sempre estava certo! Afinal, porque estaria errado? Era só mais um cigarro, era só um copo de bebida, era só mais uma garota abraçada em você... o que tem de mal nisso? Ela teria que te entender (eu te entenderia). Afinal, ela estava fraquejando também e você com todo o seu amor fez questão de relembrá-la disso. Isso você aprendeu comigo não foi mesmo? ACUSAR!
Onde está a sua aliança?
Fiz-te sonhar... Conversei com você.
Sou aquele fio branco sem explicação... Aquele fio que você insiste em não rompê-lo de sua vida.
Eu pareço seu amigo?
Se você o acha... (É provável que eu não seja, afinal, eu minto e nunca se sabe quando um mentiroso fala a verdade).
Tive que sair dos seus sonhos e entrar na sua realidade quando percebi que ela te tiraria de mim. Eu apareci no seu mundo! Estávamos eu, você e ela.
Eu sou aquele que se revoltou quando você não queria me ouvir e deixar aquela garota! Ela estava te transformando e mudando sua forma de pensar, acredite: ela veio a mando de alguém. Eu tinha que te alertar. Das outras vezes, eu alertei por que eu não tinha nada o que fazer, mas dessa vez era sério eu estava te perdendo e você não podia me ouvir. Você acreditou que poderia ser amado e se esqueceu que eu... Eu era quem te alertava do perigo, ou pelo menos do que era perigo para mim.
Eu sou o medo. Eu sou a dor. Eu sou o sofrimento daqueles que não querem me ouvir. Eu sou ruim.
Você não queria me ver em sonhos? Você me chamava, em sua janela, no seu caminho... tive que me colocar na sua frente, fazer-te chorar, fazer-te tremer e acreditar que eu só me tornava ruim quando ela estava com você, pois... Eu queria tanto te fazer o bem (mas o meu bem).
Você precisava que eu fosse outra vez a desculpa para você abandonar os seus sonhos. Você me chamou e eu apareci.
Afinal, você é jovem... Tem muito o que curtir não é mesmo? (Ainda bem que, graças a mim, você não se lembra nem de suas palavras).
Você pedia sinais a outrem e no lugar de esperar você mesmo os provocava. Um enganador, assim como eu.
Eu me tornava ruim quando ela estava com você!
Eu me tornava ruim quando ela estava com você e hoje eu sei que você consegue perceber.
Ela... Ela impedia! Você não está feliz agora? Você não está tranqüilo agora? Você não está saudável agora? Você não está com falta de mim agora?
Mas na hora que precisar irá me chamar. Você está fraco... Mas pensa que não.
Até parece que eu sou alguém bom. Se você o diz... Talvez eu seja. Talvez você me inventou.
Eu sou aquele que você utiliza como desculpa para seus atos e encontra em mim explicações para os seus tropeços inexplicáveis, agora você também usa Deus para isso... Mas não entremos nesse caso.
Eu sou aquele que você viu na roda preta e no chão. Sou aquele que você carrega como uma bandeira. Sou aquele que você escuta. Sou aquele que te ensinaram a me expulsar para que você tivesse o controle da sua vida e entregá-la para Deus, mas você escolheu a mim. Irei roubar seu tempo, assim como roubei sua felicidade.
E você agora pensa que é feliz...(riso) Se você o diz... Talvez você realmente seja. (Até eu me irritar novamente).
Só espero que você não chore ao saber o que fez com a pessoa que você mais amava. Egoismo... isso você também aprendeu comigo. Creio que não irá chorar.
Aproveite a riqueza, a luxúria, a comodidade, a pseudo felicidade, as suas amizades que foram escolhidas por mim. Você será capaz de viver assim se não olhar jamais nos olhos de quem tentou te roubar de mim. Porque ainda que nos sorrisos dela você veja o paraíso, não olhe jamais para os seus olhos. Os olhos dela te mostrará quem realmente amava você e fará você perceber que esteve errado ao acreditar em mim.
Você se pergunta, então, porque me tirou de alguns buracos? Só fiz isso porque eu te coloquei lá para te tirar e ter sua confiança. Mas um dia te coloco em um e não te tiro.
Ela tentou te tirar de mim. Expulsar-me dos seus sonhos, mas fico feliz em saber que só você poderá fazer isso, mas como você está feliz eu sei que não irá fazer isso. Fico feliz em saber que você ainda continua pensando somente em você. Meu egoistinha predileto.
Estarei na sua janela quando precisar, ou nos seus sonhos quando me chamar. Ainda tenho a mesma voz.
Não tenho prazer em te ver no caminho certo, cuidarei para que continue cegado.
Abraços de seu amigo,
Morgan Nargmo – O homem de seus sonhos, o fio em sua janela, o rosto no chão, o que te impede de lembrar das palavras que você não poderia jamais esquecer.
...............................................
Nota: Eu tentei te avisar... Eu te falei. Eu sabia! Infelizmente, hoje vejo que não era com a certeza que acreditava, mas eu sei que de alguma forma eu sabia. Mas... Você não me ouviu. Você se esqueceu do que eu te pedi na ultima vez que conversamos e ele se meteu entre nós. Você sempre se esquecia... Você não se lembrou do que me prometeu. Espero que não chore ao ver o que você fez comigo.Abraços, Ela.

2 comentários:

  1. Ela, a consciência?
    Ela é cruel, muito cruel. Martiriza-nos, mas tem sempre um boa causa inserida...ás vezes!

    Texto perturbador, mas admirável.
    Tô com medo dela.
    hihihih...

    Retribuindo visitinha...olha eu aqui!
    Em tempo, muito obrigado por seus comentários lá no Seu Anônimo, viu!?

    Um beijo,
    Fernando Piovezam
    seuanonimo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. 'Ela' pode ser a conciência, pode ser você na vida de alguém e pode ser alguém que te quer bem em sua vida.
    Mas, infelizmente, nunca damos ouvidos a 'Ela'.
    obrigada pelo comentário e irei lá sim.
    Fique com o Senhor Jesus Cristo,abraços.
    seyal

    ResponderExcluir

Leu a postagem? Então não deixe de comentar. Abraços e que Jesus os abençoe, Elisa Macedo.