Translate

sábado, 25 de setembro de 2010


A humanidade anda sem amor e sem vontade de caminhar!
Estava ontem conversando com alguns amigos sobe alguns acontecimentos da vida e fiquei impressionada de como nós (humanos) deixamos de nos ajudar, como a sociedade do século “xizin-xizin-pauzin” chegou a esse ponto e ficou totalmente sem amor pelo seu próximo.
Não se vê mais as pessoas ajudando umas as outras e quando o fazem é com algum interesse, ou mesmo pelo fato de quererem ser reconhecidos e os que fazem de bom grado acabam se dando tão mal em ter ajudado alguém que resolvem parar e  dizer “chega! Vou ajudar a minha pessoa agora.”
É como ilustrei muito dramaticamente:
“Um cara ao atravessar a rua não presta atenção que estava vindo um carro e é atropelado. Esse carro passa por cima de suas pernas e o motorista não para o veiculo para dar socorro. Uma pessoa do outro lado da rua totalmente comovida com o acontecido resolve parar e dar atendimento ao ferido, chama a ambulância e como não tinha nenhuma informação da família resolver ficar com o acidentado até a sua melhora. Ele chama um primo que é cirurgião, paga a ‘hospedagem’ do hospital, entra em contato com os familiares, passa dias e noites dormindo no hospital aguardando que a pessoa melhore e quando isso acontece sobram duas terríveis alternativas ao ex-doente.”
Suponhamos que o homem que ajudou estivesse gastado todo o seu dinheiro  e resolve pedir ao rapaz R$0,50 para comprar um suco e o outro vira e fala: “Eu não, nem te conheço, compra você!” Isso não seria uma ingratidão sem tamanho? O cara não ajudou o ferido por causa de um suco de laranja, isso foi algo que aconteceu no caminho e ele resolveu pedir ajuda e olha o que recebeu.
Ou então poderia ser assim: O rapaz pede o dinheiro para finalidade já explicitada e o homem já curado dá o dinheiro com aquela cara de “poxa tenho que te dar né? Você me ajudou”. Eu perderia a sede na hora.
Não queremos gratidão convalescente, esse é um dos piores sentimentos que você pode transmitir uma pessoa: de estar fazendo as coisas SÓ PORQUE ela já fez algo por você. Não, seja grato e tenha alegria nisso!
Sabe, hoje em dia é até difícil ajudar as pessoas, às vezes ajudamos alguém a subir para quando ela estiver lá no alto mostrar língua para nós e dizer: “Tchau otário!” com um sorriso sarcástico fazendo você pensar que o errado é você.
Mas o que podemos fazer além da nossa parte? Pelo menos a consciência dos bons é o que os consolada, tudo que eles fizeram foi por amor ao próximo. Pena que muitos desistiram de sofrer pelos outros no caminho e eu até não os culpo por isso, afinal, todos querem ser feliz e nada melhor para ser feliz do que despachar os problemas da sua vida no lugar de solucioná-los não é mesmo? (ironia).
A questão é caminhar e seguir o exemplo de Cristo que nos amou muito dando sua vida por nós e se sofremos? Espero a alegria em Deus, pois no mundo terei aflições, mas em Cristo eu sou mais do que vencedora!
Bom sábado galera.
Seyal Layes.

10 comentários:

  1. realmente somos mais que vencedores!
    bjão linda
    fika com Deus
    http://legaljunior.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. A humanindade está de um jeito deplorável mesmo. Nao sei porque usamos a frase "seja mais humano" para designar solidariedade.


    Ótimo texto.

    ResponderExcluir
  3. você acha mesmo que devemos ajudar os outros esperando que nos ajude?

    ResponderExcluir
  4. Ótimo texto! Eu sou o tipo de pessoas que ajuda os outros por boa vontade mesmo, mas meu erro é que muitas vezes tenho vergonha de fazer isso por saber que praticamente ninguém faz...é uma coisa que tenho que trabalhar em mim mesmo.
    Mas eu ainda tenho esperança nas pessoas do século "xizin-xizin-pauzin"(adorei essa parte hahaha). Enquanto pingar não vai secar!

    Lucas
    http://palavraaovivo.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. como diz a música dos Titãs: "a morte não causa mais espanto, miséria é miséria em qualquer cantos... riquezas são diferenças"

    Uma bela reflexão ilustrada como quase um conto!

    ResponderExcluir
  6. Não Chain, não fazemos nada esperando algo em troca, e esse algo inclui que não esperamos também coisas ruins da parte de pessoas que ajudamos tanto!

    ResponderExcluir
  7. . talvez seja pqe nós esperamos demais das pessoas.
    Necessitamos de um olhar atento.
    O Homem não nasceu para ser sozinho...

    É assim que toda a psicologia humana acredita, mas quem vive de fato, sabe que não é bem assim...

    Obrigado pela visita em meu blog.

    Só uma coisa, adorei seu blog, mas não volte a... esquece, talvez isso seja bom, ou não!

    ResponderExcluir
  8. Seyal, que texto bom viu! É tudo verdade o que vc escreveu, a gente as vezes mesmo sendo cristãos esquecemos dos ensinamentos de Jesus Cristo e não damos uma mãp a quem precisa!

    ResponderExcluir
  9. Realidade triste!
    Mas ainda acredito no ser humano. Tenho fé e faço a minha parte, ajudando o próximo.

    Ás vezes, o próximo precisa apenas de um ombro amigo, atenção, cumplicidade e palavras de ânimo. Só isso!

    É tão simples, por quê não ajudar?

    Bom saber que existem no mundo pessoas que se indignam com os rumos que estão sendo tomados, atualmente.

    Lutemos!

    PS.: Obrigado por suas constantes visitas, viu!? Fico feliz!

    Forte abraço,
    Fernando Piovezam
    seuanonimo.blogspot.com

    ResponderExcluir

Leu a postagem? Então não deixe de comentar. Abraços e que Jesus os abençoe, Elisa Macedo.