Translate

segunda-feira, 6 de setembro de 2010

Carpe, carpe... Carpe... Carpe Diem... Não deixem para dizer a um defunto que o ama, diga eu te amo enquanto as pessoas ainda vivem. Carpe... Carpe Diem...
Perdendo o dia, remoendo o osso, não produzindo, ilusionando, flagelando-se, machucando a alma, estrangulando a vida na certeza de que esta não voltará nunca.
Não o faça! Arrependa-se. Quem não se arrepende não é humano.
Seja humano, seja alguém, modifique, transforme, altere, exalte...
Carpe... Carpe Diem ou morra lamentando.
Carpe Diem ou morra lamentando.
Carpe Diem ou morra com seus demônios te recordando os seus erros...
Carpe Diem, tempo de concerto.
Carpe Diem enquanto ainda existe o dia.
É mais fácil entender que tudo isso pode acabar depois que acabar? Aproveite enquanto se tem, lute para conquistar!
Carpeee... carpeee.
Ahhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh!
Carpe Diem ou morra lamentando.
Colha o dia, mas para isso é necessário plantar.
Porque quem merece as oportunidades não as tem? E quem as tem não aproveita? Porquê? Porquê?
Ahhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh!
Porque eu vejo os maus recebendo o pagamento dos bons? Porquê?
Esse mundo é horrível!
Carpe Diem enquanto ainda existe dia.
Carpe Diem enquanto ainda existe dia.
Carpe Diem enquanto eles vivem.
Carpe Diem enquanto Eles ainda te escutam.
Carpe Diem enquanto você ainda está aqui, com ou sem seus sonhos.
No final somos todos uma galinha, se botamos um ovo somos úteis, com o tempo se esquecem de nós... Com o tempo ficamos velhos, com o tempo nos levão ao forno, com o tempo nos comem, com o tempo outra galinha está em nosso lugar e no final das contas não resta nem um cacarejar, afinal, somos nós só mais uma galinha no galinheiro do qual todos terão o mesmo final e não restará nada, nem a vaga lembrança.
Para Deus ainda restará, mas para os humanos... Humanos se esquecem que assim como nós também são galinhas e serão tratados bem enquanto são úteis, terão um teto até envelhecer, serão comidos até faltar carne boa na mesa e no final das contas não terá nem um cacarejar.
A questão é Carpe Diem, enquanto ainda se é dia e as trevas não tomaram por completo as nossas almas e essa terra.
Ainda resta uma esperança para ser feliz.
Ainda resta uma luz.
Ainda resta Jesus.
Pena que ainda faltem pessoas para entender isso.
Carpe... Carpe... Pois quem disse Carpe Diem pela primeira vez já não mais vive para colher o seu dia.
Espero que tenham entendido.
Viva o hoje como se fosse o ultimo dia, mas seja bom o suficiente como se fosse viver mil anos, ainda que esteja sofrendo, pois enquanto há ar nos pulmões ainda há tempo, só não se esqueça, controlar sua vida já é difícil, imagina controlar a dos outros... Carpe Diem enquanto eles ainda vivem!


Nota: Estou frenética, estou desde a madrugada escrevendo feito doida, até terminei de escrever meu livro e se amanhã for semelhante a hoje é capaz de que eu venha corrigí-lo antes do fim do feriado.

2 comentários:

  1. Parabéns pelo blog!
    achei o texto bem moderno, ficou irado!

    acesse tbm:
    www.circulodf.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Gostei do texto, ficou bom ! PArabéns pelo blog, muito bom...

    www.gabrieltododia.blogspot.com

    ResponderExcluir

Leu a postagem? Então não deixe de comentar. Abraços e que Jesus os abençoe, Elisa Macedo.