Translate

domingo, 11 de julho de 2010

Estamos em meio segunda guerra mundial, num momento de silêncio, tranquilidade, equilibrio e reestabelecimento após um grande bombardeio, mas não pense que esse momento é de paz. 
Esse momento não é de paz!
É um momento de terror, no qual o silêncio significa apenas que a qualquer momento a guerra irá recomeçar.
Nossos soldados estão feridos, nossas armas foram abatidas e Hitler está no ápce de sua insanidade mental e com sua grande idéia de mudar o mundo no auge e nós, os que não querem morrer, apenas não compreendemos o quão grande é o seu plano, uma vez que um mundo melhor significa não ter mais a mim, a você e os que amamos estamos prestes a sofrer o nosso último ataque.
(Pois é)
O silêncio em meio a guerra pode ser mais perigoso do que o rata-ta-tá dos campos de combate em dias de conflitos, sinto se aproximando dias difíceis, dias estes que podem significar o fim da guerra.
Quem sabe seremos Hiroshima e Nagasaki totalmente destruídas? Quem sabe faremos dessa guerra algo para tirar um lucro, assim como os Estados Unidos? Ou então sairemos arrasados e de alguma forma vencedores como a URSS?
O que eu sei é que não queria estar nessa guerra, pois o que entendo é que não terão vencedores enquanto Hitler ainda reinar com sua ignorância, prepotência e pseudo sabedoria, não irá adiantar ele se matar, seus ideias ainda viverão e eu já deixei de acreditar a muito tempo que as pessoas mudam da noite para o dia.
Eu sei que estou com medo, pois a cada dia de silêncio é um canhão a mais que é apontado para nós e estamos sozinhos em um gueto da Varsóvia esperando um socorro divino, pois este é o único que poderá fazer com que venhamos sair dessa guerra ilesos.
Ilesos... Ilesos...
Talvez ilesos deste ultimo combate, pois essa guerra só nos feriu, maltratou e machucou. Estamos sofridos e talvez presos a uma obrigação, ou talvez presos a um sentimento, ou talvez estamos livres e não aprendemos a voar.
Eu sei que o relógio corre para trás e é fato de que essa guerra irá terminar agora e que o agora é um agora ou nunca!
Neste momento só me resta uma pergunta ao Deus do céu:
O QUE SERÁ DE NÓS?

Frase do dia: Senhor, não tarde em meu favor!!!

8 comentários:

  1. gostei do blog. continue postando.

    :)

    ResponderExcluir
  2. Achei interessante a sua referencia a segunda guerra mundial,ao mundo contemporaneo em que vivemos,sob ameaças invisiveis e/ou ocultas!!Parabens pelo blog.
    Se quiser comenta no meu tambem:
    http://expressotartaruga.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Obrigada a todos.
    E para falar verdade essa referência não é só ao mundo contemporâneo e seus problemas, mas também a fase em que minha vida se encontra.
    Valeu gente.

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Olá, Seyal! (Bonito nome!
    Creio que nós todos, até mesmos os silencisos, tenham seus momento de "fim do mundo" onde nossa última esperança se assenta numa suposta ajuda divina. Realmente nosso mundo tem esse lado ruim, mas precisamos nos lembrar das boas e fazer nossa parte para melhorá-lo, pois do caos pode surgir muita coisa boa também..

    Ahh, o nome do livro é "Tudo o que você pensa, pense ao contrário", de Paul Arden. O livro em si não é lá grande coisa, mas tem uns trechinhos que valem a pena.

    Abraço e boa semana! :)

    ResponderExcluir
  6. Testando.. Será que consigo agora? Já é a terceira vez que tento postar aqui. :P

    ResponderExcluir

Leu a postagem? Então não deixe de comentar. Abraços e que Jesus os abençoe, Elisa Macedo.