Translate

sábado, 16 de janeiro de 2010

a guerra!


Sabe quando vc sente que seu inimigo ganhou a guerra? Quando qualquer outro sentimento do mundo supera aquele que você pensava insuperável? É tão estranho... Vc não sabe o que fazer, pra onde correr ou pra quem contar. É muito difícil, mas acho que alguns mínimos km se transformaram em montanhas, serras e mares... muitos obstáculos para alguém tão cansada como eu. É tão estranho como somos capazes de lutar por pedras em um ano e no outro, um pote de ouro a nossa espera, mas estamos tão desgastados com tudo isso... com toda essa história. Não sei... Parece que está saindo algo de mim que não posso controlá-lo, assim como um tiro que se leva e não tem como estancar o sangue que se vai de dentro de si. Foi tão injusto comigo, mas como já disse: a vida não é justa! Justo agora que eu estava pensando... vivendo... sentindo... Agora eu só não sei o que fazer. Seguir os conselhos da antiga Elisa não ajuda muito, ela falava em cima de sentimentos que não conhecia e não tinha vivido, então era fácil falar e pensar em fazer, mas agora, é outra pessoa que está aqui, na situação que sempre temeu estar. Oro a Deus para que não seja o que parece ser. Que seja apenas mais um dia frio que a saudade se aproveita do vento para arrombar a porta do coração e fingir que está nos matando.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leu a postagem? Então não deixe de comentar. Abraços e que Jesus os abençoe, Elisa Macedo.