Translate

domingo, 31 de janeiro de 2010

As piores férias da minha vida!

A útima escolar pelo visto.. tá, tem a federal, mas lá não vai ser férias!
Resumindo!
foi muito divertido.
pera aí? Mas não foram as piores?
sim.
Nunca passei tanta raiva numa férias como nessas, talvez por isso tenha me divertido tanto, pra estravazar!

terça-feira, 26 de janeiro de 2010

Aprendi a ouvir não



Você quer muito estar em algum lugar, aproveitar os momentos que te restam ao lado de quem se ama, de quem se gosta, dos amigos, dos entes querido... mas quando não se pode?
Eu estou esinando as pessoas a lutarem contra o primeiro não, mas eu... eu estou aprendendo a ouvir o não.
Eu que nunca me conformei com essa palavra destruidora, hoje aprendi a ouví-la como muitos ouvem, como se não fosse nada.
Fico indiferente...
para não ferir ninguém prefiro ficar calada, afinal se o não doí tanto em mim enquanto doí nos outros, não quero causar dor em ninguém.
Ai... Como estão difíceis esses dias... Parece que estou novamente brincando de sorrir para fugir da realidade de viver.
*Don't awake me - Skillet*

segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Eu preciso dizer...


Confesso que estou com medo! Eu estou com muito medo! Seria hipócrita ao dizer que não estou com medo se no fundo eu estou quase morrendo de tanto medo. Talvez seja meu lado materialista e egoísta que esteja novamente dando as caras na superfície de minha face, se deixando transparecer ao invéz da pessoa meiga e sútil que enfim, nem que seja um pouco eu aprendi a me tornar. Mais humana, mais compreensiva e mais fora de mim. Parece que agora eu estou fazendo de tudo para impedir que um plano superior as minhas vontades não venham acontecer só para que eu continue contente da forma que estou vivendo. Mas sabe, eu só queria um pouco mais de tempo para viver e realizar meus sonhos. Eu sei que existem coisas maiores que meus sonhos até para mim, mas eu só queria ser uma velhinha e ver que fui uma boa jornalista, fiz bem para alguém, ajudei minha família a encontrar a verdadeira Luz e no final poder dizer que além disso tudo, EU AMEI. Enquanto eu não tinha descoberto esse sentimento pouco me importava o amanhã, se ET's invadiriam a terra, se haveriam outras Iroshimas e Nagasaki's por ai... Não, eu não me importava, era mais um ser humano ligado as minha vontades, fazendo de tudo para mudar o mundo mas incapaz de mudar a mim mesma. Mas agora... Tudo é diferente! Eu só queria um pouco mais de tempo, eu sei que o tempo que eu estou ganhando pode ser a eternidade que outros estão perdendo, eu não queria que fosse assim... Só queria poder entrar numa livraria e pedir um livro que eu escrevi, ler um poema meu que não foi plagiado por ninguém com minha própria assinatura e pelo menos 100 pessoas gostassem a ponto de tê-lo decorado, ou guardado na agenda. A felicidade pra mim são coisas tão pequenas amontoadas e vistas aos olhos alheios, mas tão grandes para mim. Eu só queria ter meu apartamento, estilo loft, com minhas paredes e sofás enormes brancos, minhas coisas arrumadas, chegar totalmente cansada mas feliz do meu serviço na CNN, jogar as pastas para um lado, o sapato pro outro, as roupas em qualquer lugar. Jogar-me sobre a cama e pensar no silêncio e em tudo que conquistei com a ajuda de Deus e na companhia de meu amor. Logo, acordar, fazer algo que gostamos de comer, comprar um vinho e fazer do jantar diário um encontro amoroso todos os dias das nossas vidas, até que por fim teriamos um Jr. que ainda não sei de onde brotaria, que nos daria milhares de netos para ouvir nossas histórias de avós e depois de uma longa xicará de chocolate quente em uma noite gelada e nossos corpos agarradinhos sumissem deixando apenas o que de material conseguimos para tráz. Eu só queria ter tempo para fazer o que muitas pessoas fizeram: VIVERAM! Mas eu sei que eu não tenho esse tempo... Eu sei. Eu peço sabendo que esta talvez possa ser a única prece de meu coração que não poderá ser atendida, mas ainda assim eu peço... por que eu admiro a vida alheia e queria poder também viver a minha... apenas um pouco mais. Sem perder o que conquistei antes de nascer por alguém que me amava antes mesmo de que eu viesse ser gerada (Jesus), mas eu só queria ser feliz um pouco mais de tempo por aqui. Não quero ficar pra ver os choros, mas queria ter mais tempo de viver como estou hoje. Não para fazer como muitos, sair, roubar, matar, drogaro-se... não! Eu só quero viver. Acho que eu estou começando a ficar muito atormentada com isso tudo, por que enfim os jovens estão tendo visões, a terra está tremendo, as ondas estão engolindo os continentes, o sol está ficando mais quente, o amor está sumindo, e a tecnologia está tornando possível a visulização de um raio que corta no oriente ser visto pelo ocidente... E parece que só eu penso nisso todos os dias, todos os minutos da minha vida desde então... Mas estou pensando com egoísmo e não com felicidade como deveria ser. Será por que eu aprendi a amar isso aqui? Será por que eu esteja esperando um final de Hollywood, no qual Deus mudaria tudo só para fazer eu, apenas mais um grão dessa areia feliz? Eu sei que isso não vai acontecer. Mas eu sinto o fim... Eu sinto o fim tão próximo que quase posso tocá-lo com minhas mãos, ver com meus olhos e sentir com meu coração. Pode parecer redundante essa frase, mas não é... Meus sentidos estão apurados eu O estou vendo chegar saltando pelos montes e o que será de nós? Eu busco algo, mas só saberei se fui digna na hora de sua chegada. Espero que sim. Mas eu estou com muito medo... Eu estou sendo egoísta, peço perdão por isso... Peço perdão por estar, talvez, amando mais a criatura do que o Criador... Vou tentar mudar isso, sem perder ou matar o amor por ambos. (...) Eu sei o que o fim está próximo... o fim disso tudo aqui. O fim das certezas, das mentiras, da corrupção... Talvez eu não viva para fazer uma revolução. Volto a repetir o que já tinha dito postagens atráz: "Sinto-me como um doente em fase terminal, que precisa prosseguira a vida, mas é tão difícil viver sem saber até onde se pode chegar!" Mas será que não ocorre o mesmo tanto para quem está ou não nsessa situação? Talvez sim. Mas somente quem se encontra nela é que consegue parar tanto tempo para pensar em tudo isso. Eu só quero chegar em algum lugar, que não seja mau, que não tenha dor e nem sofrimento, nem choros e ranger de dentes... Eu só quero que lá eu consiga o que eu talvez possa não ter tempo de conseguir aqui na terra: FELICIDADE PLENA!

*Best I Can - Decyfer Down*
*Angels Fall Down - Skillet*

domingo, 24 de janeiro de 2010

Escravizados pela aparência


Muitas vezes lembramos apenas que julgamos ou somos julgados mal pelas nossas aparências, mas e quando julgamos uma pessoa boa e no final das contas nos decepcionamos? Pois é... a vida é cheia de mistérios. Muitas vezes nos deixamos levar por uma conversa, a aparência, mas esquecemos de que existem:
  1. Pessoas que são bonitas de boca fechada;
  2. Pessoa que tem a roupa bonita e a alma podre;
  3. Pessoas que fingem o que não são;
  4. Pessoas que omitem o que são;
  5. E por fim, pessoas que são pessoas.
Somos seres humanos empregnados de hipocrisia e falsidade. Agora como podemos ser assim e sermos indiferentes as consequencias dessas atitudes? Que podres!
Bom é podermos ser quem somos indepentes dos lugares e dos olhares que nos julgam!

quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

ÀS VEZES PODE SER TARDE PARA PEDIR PERDÃO


Acredite uma atitude sua pode mudar não só a sua vida, mas a de todos que estão ao seu redor e a de quem está ao redor dessas pessoas, resumindo para você: é uma reação em cadeia e um ciclo vicioso.
Geralmente as consequências mais impactantes são derivadas de atitudes corriqueiras do dia-a-dia, mas acredite você pode estar matando alguém e, embora seja lindo dizer que "nunca é tarde para pedir perdão", às vezes vai ser tarde para dizer tais palavras.
Por que pedir desculpas sendo que o melhor é não ferir?
Que venhamos deixar que o ferir venha ser um acidente e não fazer dele atos inconsequentes de pedidos de desculpas avulsos, os quais pedimos a todo momento e quanto mais se pede, mais se quer dar, sendo que melhor seria se não fossémos tão corruptos para conosco e para o próximo.
Você pode até dizer: Você está errada.
Mas se encaramos a realidade veremos que existem vezes que o perdão será apenas uma palavra a mais, que muitas vezes são carregadas de peso na consciência no lugar de vir abrasada de um perfeito arrependimento, aquele que não irá haver repetições, esse perdão sim é válido.
Todos são "perdões"... mas melhor é ouvir um perdão e ser feliz, do que ouvir milhares todos os dias e todos os dias viver o mesmo drama.
Podem até chegar momentos que o perdão, a desculpa, irão se tornar palavras tão vis como um simples "Aí", ou "ops"... não, você não pode destruir uma vida e falar ops, ou então destruir sua própria vida sem dar a ela uma chance de melhorar, mesmo que pareça o maior dos fracasso e sem volta, mas enquanto ainda há ar nos pulmões há sempre chance de melhorar, de fazer melhor, de usar todo esse sofrimento e transformar em armas para lutar contra o mal que te aflinge e aflinge aos que te amam e depois regozijar na felicidade de ter vivido dias de chuva, mas hoje eis que o verão chegou.
Mortos não pedem desculpas e nem dizem eu te perdoo.
Então, não sejamos radicais, aquele pedido de desculpas pode até demorar, mas certamente virá... Criem coragem para dizer os perdões guardados que você tem no seu armário, mesmo que sua vida hoje seja um mar de espinhos, não a tire, pois, onde há espinhos há rosas certamente, basta esperar, ter o que eu não tenho, paciência, e ver que no fundo da banheira está uma rosa vermelha esperando para colorir sua vida.
Respire fundo, espere a ajuda divina e faça algo, por que nem tudo irá cair do céu, as soluções nem sempre são feitas de chuva. E o que está em suas mãos, Deus não vai meter o bedelho, nem espere.
Não vulgarizem o perdão.
Existirão dias que o perdão virá tarde de mais.
Haverá saída, mas aí então, será um novo dia. Espere então o novo dia, mas faça de um mundo para que não seja necessário esperar.
Uma atitude, um dominó... Não deixe se tornar tarde para pedir desculpas, nem para mudar suas ações...
Cuide-se e cuide do que você ama para que não tenha que viver pedindo perdão, por que por mais que você não queira: ÀS VEZES PODE SER TARDE PARA PEDIR PERDÃO.

Nota do dia: Então, eu só queria pedir perdão. Cold Case me inspirou hoje.

*Apologize - One Republic*

quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

terça-feira, 19 de janeiro de 2010

à flor da pele


Vai além do que se pode ver. Somos seres humanos oras! É tão difícil assim enxergar? Deveriam descriminar quem tem olhos azuis ou verdes, são umas aberrações de tão belos e exuberantes. Ou quem sabe as ruivas naturais... Deveriam todas serem banidas numa espécie de holocausto, afinal, quem mandou ter aquela cor capilar tão intrigante, que não é vermelho, passa pelo laranja e está longe do amarelo. O que é que tem haver a cor da pessoa? Só por que não somos branquelas alvíssimas, damas de necrotérios, que lembram as musas dos góticos não quer dizer que tenhamos que ouvir hip hop. Não. Que raio de século 21 é esse? Só por que não somos loiros não quer dizer que não somos pessoas com caráter, com dignidade e acreditem: TEMOS DINHEIRO! Não temos a Disney, mas temos o que dá, lutamos também para ter o que hoje não deu, e vamos em frente, como qualquer ser humano com caráter e vontade de progredir, indpendente da cor ou etnia. Não quer dizer por que eu não tenho aquele cabelo preto que não posso ter meu namorado roqueiro e ser feliz com ele. E daí? Que sociedade liberal é essa? Namorar negro ainda continua uma doença? Ter um amigo negro continua ainda te trazendo prejuizos sociais? Nossa! Quanta evolução da humanidade. Por isso ainda acredito que caminhamos para um grande abismo, sem aviso e sem fronteiras!
Por isso está à flor da pele esse sentimento de tristeza ao ver tanta descriminação e ao sentir tamanha dor, pois isso não me difere de ninguém. Quer saber... Talvez devam mesmo ter preconceito é sinal de que é notório a existência.
Precisam "desassimilar" o negro da África e os próprios negros pararem de se distinguir com esse negócio de raça, nunca concordei com isso e não vai ser agora, minha raça é humana, qualquer outra pra mim é extreterrestre se não for animal registrada em algum catálogo biológico.
Não somos minoria, somos seres humanos, todos distintos, todos por isso mesmo iguais. E quer saber? Danice pra quem pensa diferente, quem me conhece sabe que sempre aceito opiniões alheias distintas das minhas, mas nesse caso eu começei não só a me revoltar, mas estou entrando num estágio que não sei designar!
NOTA DO DIA: Apesar do sangue no céu da boca, os ouvidos doídos, a cabeça rodando... VALEU JV VC ME INSPIROU HOJE!

segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

Máquina de fazer sonhos


Como fazer sonhos em tempos que tudo parece não valer mais a pena e não termos mais tempo para aproveitar o que estamos plantando? Como continuar a cultivar no verão se sabemos que no inverno o frio irá matar tudo antes da primavera chegar para colhermos?
Acho que agora sei como se sente um doente em fase terminal em relação a seus projetos de vida. Sei que nada daqui da terra é o certo, mas é o que temos agora, e temos coisas que amamos por aqui. :/ Mas não é o aqui que conta certo? Encare isso (estou dizendo isso a mim mesma)
Está difícil.
Mas somos seres humanos, a máquina de fazer sonhos em nós não pode parar.
Então, agora estou tentando esperar o resultado de aptidão da faculdade.
Tomara que minha faísca em continuar a fazer sonhos venha continuar acesa com uma notícia positiva em março.
Então... Agora a máquina dos meus sonhos está apenas esperando para voltar a ativa novamente!

domingo, 17 de janeiro de 2010

O que eu vejo...



Eu vejo que as coisas estão mudando, que os dias estão passando e que o fim disso tudo ake está chegando.
Eu vejo...
que não vou ter tempo para realizar tudo que eu queria, que não vou ter a vida que quis um dia, mas... até lá vou tentar o melhor.
Eu vejo que não é uma doença, mas estamos todos com os dias contados, que o fim não só está próximo como ele está aqui, batendo na porta.
eu só queria que tivesse continuação.
Demorei tanto encontrar a flor, eu sei que ela não é tudo, mas hoje, nessa vidinha fútil é tudo sim, então eu só queria Deus, que o Senhor tivesse compaixão de mim, e embora tantas coisas que eu goste estejam lá, eu queria que estivesse lá também, somente algumas coisas que também me fazem feliz aqui.
Sei que nada vai sair da tua palavra, mas coisas que o SEnhor não explicitou, acho que dá pra acrescentar, não é da jeitinho, nem achar brechas, mas trazer o que eu sei que o Senhor que pra mim: A VERDADEIRA FELICIDADE!
Embora eu saiba que ela é só ao seu lado, eu não quero ser a menina apegada, mas o Senhor sabe que tem muitas coisas que eu amo, e foi o Senhor próprio que me deu, então, por favor, por favor eu imploro de todo o jeito possível: NÃO AS TIRE DE MIM!

"DEUS EU CONFESSO: ESTOU COM MEDO!"*.*

sábado, 16 de janeiro de 2010

a guerra!


Sabe quando vc sente que seu inimigo ganhou a guerra? Quando qualquer outro sentimento do mundo supera aquele que você pensava insuperável? É tão estranho... Vc não sabe o que fazer, pra onde correr ou pra quem contar. É muito difícil, mas acho que alguns mínimos km se transformaram em montanhas, serras e mares... muitos obstáculos para alguém tão cansada como eu. É tão estranho como somos capazes de lutar por pedras em um ano e no outro, um pote de ouro a nossa espera, mas estamos tão desgastados com tudo isso... com toda essa história. Não sei... Parece que está saindo algo de mim que não posso controlá-lo, assim como um tiro que se leva e não tem como estancar o sangue que se vai de dentro de si. Foi tão injusto comigo, mas como já disse: a vida não é justa! Justo agora que eu estava pensando... vivendo... sentindo... Agora eu só não sei o que fazer. Seguir os conselhos da antiga Elisa não ajuda muito, ela falava em cima de sentimentos que não conhecia e não tinha vivido, então era fácil falar e pensar em fazer, mas agora, é outra pessoa que está aqui, na situação que sempre temeu estar. Oro a Deus para que não seja o que parece ser. Que seja apenas mais um dia frio que a saudade se aproveita do vento para arrombar a porta do coração e fingir que está nos matando.

quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

terça-feira, 12 de janeiro de 2010

sábado, 9 de janeiro de 2010

...Estamos indo de volta pra casa!

"Mudaram as estações... nada mudou, mas eu sei que alguma coisa aconteceu, ta tudo assim: TÃO DIFERENTE! Se lembra quando a gente chegou um dia a acreditar que tudo era pra sempre... sem saber, que o pra sempre SEMPRE ACABA!" Cássia Eller.

É isso ae galera, estamos indo de volta pra casa!
Um dia a gente tem que voltar a vida, voltar ao ponto de partida do jogo para poder começar a jogar de novo em outro tabuleiro.
É tão estranho... É tão difícil! Eu vou sentir tantas saudades dos meus amigos, Eduardo, Douglas, Lucas (ele me elogiou hoje, acreditem, pra quem leu o blog em 2008 sabe como isso é um milagre), o Léo betinho, Seghatti, Vanessa...
Eu vou sentir tantas saudades!
Eu vou chorar como agora. A ficha caiu feio que a 3 horas eu deixei pra tráz uma vida. Agora meus erros e acertos não terão mais consequencias de um ano, um dia... mas pra vida toda, não que não fose, mas a formatura significa isso: a divisão.
E olhando pra tráz, podemos ver que foi perfeito, de uma forma imperfeita, cheia de recordações para chorar hoje, mas para rir depois... eu sei, eu vou rir depois.
Foi lindo!
Eu só sei que vou sentir saudades da turma C inteira, não dá nem pra sair citando nomes por que seria injusto esquecer um, apenas um que fosse, até aquele que não conheci e era dessa turma.
Acabou gente.
Parece que foi ontem que pedi a Deus para entrar no Ctu, parece que foi hoje que eu briguei com Ele por que eu tinha entrado, e parece que agora eu estou reclamando dos anos, ou pelo menos o ultimo, nao ter passado e sim voado.
Trago comigo jóias,,,, jóias na memória, nas recordações que niguém me rouba. Levo comigo amor, amigos, companheiros, ou apenas alguém que algum dia na vida eu vou lembrar sometne se comentarem, mas eu sei que de tudo isso, pelo menos uma pessoa vai estar na minha vida e juntinho pra sempre!
"Mas nada vai conseguir mudar, o que ficou. Quando penso em alguém só penso em você e ai então, estamos bem!" Cássia Eller.
eu sei que agora acabou. ACabou. Não. Não é um novo começo, apenas acabou, pelo menos essa fase ficou para traz, agora é hora de fazer as malas em busca da vida que temos daqui PARA FRENTE!
"Estamos indo de volta pra casa". Cássia Eller

Música do meu baile de formatura: Please forgive me - Bryan Adams

sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

ATENÇÃO... O GOLPE É VISÍVEL


Pois é minha gente... Eis-me aqui para comunicá-los sobre algo que muitos já devem estar sabendo, mas, enfim...
Agora não só tiraram dos jornalistas os seus diplomas, como também estão querendo usar motivos humanitários (totalitários não mudam suas doutrinas, é incrível, sempre o bem da humanidade) para poderem controlar a mídia. Eu concordo que há um grande apelo das publicidades ferindo a moral e o respeito, afinal, são crianças que assistem a comerciais sensuais e apelativos ao uso de bebidas e práticas sexuais como forma de atrair a atenção.
Fato que elas não são o público alvo, no entanto, elas que são atingidas... Novelas com cenas violentar fora do horário e com apenas um "L" de livre ou uma "corzinha" diferente, não irá chamar a atenção dos pais para tirarem os filhos da sala, uma vez que TV tem controle com botão liga e desliga e assiste quem quer.
Mas o grande problema não foi nem cauteloso ao tentar abranger essa área em especial. Está claro que estão tentando dar um golpe político.
Para quem estuda basta apenas voltar nos livros e ver que tudo sempre começa com um "cala a boca" aos jornalistas comprometidos com a imprensa de qualidade e de verdade ( o que já são poucos ao meu ver). Uma imprensa esclarecedora e verídica, fora da imprensa marrom.
Eu bem percebi que tirar dos jornalistas os seus diplomas não era forma de democratizar a prática pela população.
Primeiro, pra ser arquiteto não precisa provar tal coisa quando quer construir um edifício, por exemplo? Por que qualquer um vai te passar a informação?
Eles estão querendo dar um jeito de colocar o povão analfabeto que está se dando por feliz somente pelo fato do presidente, ou seja quem mais for, dizer que o Brasil é do Povo brasileiro.
Não é assim.
Liberdade de expressão todos temos, jornalistas ou não.
Nesse primeiro momento eles queriam tirar das mãos dos capacitados, que conhecem e reconhecem a falcatrua, que não vê apenas o lado "bom da coisa", mas vê o "rodízio de pizza" sendo preparado lá na frente. É fato. Abram os olhos e vejam, estão tentando calar mais uma vez o povo brasileiro e dessa vez com desculpa de que é para que todos venham falar. Você acredita?
Daqui alguns dias, sem preconceito, pelo amor de Deus, mas daqui alguns dias vamos estar ouvindo como criar galinhas em galinheiros, por que algum João achou legal falar e a constituição o permite. Enquanto isso eles estão fechando congressos, cassando presidentes e ministros.. . (já teve tentativas ? ahhh sim.)... Enquanto isso eles vão estar tramando e o povo rindo, ou quem sabe aprendendo a criar galos, não que não seja importante, mas cada galinha no seu poleiro...
A segunda parte é ainda mais frustrante, a censura como tinha começado a dizer, está sendo instaurada, e não é nem aos poucos.
Com esse novo decreto vindo Ministério da justiça em parceria com os direitos humanos (imaginem aquela voz bem de comercial de computadores) estão tentando censurar os conteúdos a serem divulgados pela imprensa de uma forma geral.
É a nova DIP, mas dessa vez sem Getúlio.
Mais uma vez estão tentando brincar de pai dos pobres com os brasileiros e do jeito que somos acomodados, vamos ficar de braços cruzados assistindo a tudo isso.
Não julgue esse fato irrelevante, o Lula, ou seja quem for, está querendo brincar de Vargas, deixando o povo falar e ser aclamado por ele:
Bem Vindo! Bem vindo!
Não.
Aqui não.
Aqui é uma democracia.
E de tantos incisos, parágrafos, ou seja o que for que venha ter nesse decreto (que eu li e vocês também deveriam ler), o que mais prova que eles estão tentando tirar de quem tem direito e conhecimento para abrir os olhos do povo de verdade, para dar a quem não sabe de nada, só sabe que recebeu uma 'esmola' do governo leia então:
Diretriz 22: Garantia do direito à comunicação democrática e ao acesso à informação para consolidação de uma cultura em Direitos Humanos.

f)Avançar na regularização das rádios comunitárias e promover incentivos para que se afirmem como instrumentos permanentes de diálogo com as comunidades locais.
Responsáveis: Ministério das Comunicações; Secretaria Especial dos Direitos Humanos da Presidência da República; Ministério da Cultura; Ministério da Justiça


Vamos criar rádios comunitárias???^^ (¬¬)

É brasileiros... abram seus olhos.
Essa é apenas a minha humilde opinião que está louca pra se estender ainda mais, mas deixo a vocês um site que possam se informar melhor não somente embasados na opinião de uma jovem com pretensões a jornalismo e que está vendo a muito tempo que isso tudo não vai acabar aqui.
Preparem-se, como diria um filme por aí:
TEMPOS DIFÍCEIS ESTÃO POR VIR!

"Eles não querem abrir sua boca, querem é calá-la para sempre!"
By me.

MAIS INFO: http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/decreto-golpista-de-lula-usa-direitos-humanos-para-tentar-censurar-a-imprensa-e-quer-movimentos-sociais-substituindo-o-congresso/

"Ah deve ser uma vingança do Lula por ter sofrido tanto no período ditaduras..."
"Grandes coisas! Agora ele vai e faz o mesmo? Então ele bem gostou, só não teve oportunidade de cair pra dentro."
"Agoraa tem!"
"Fato. Agora tem!"
-Diálogo comigo mesma-

ahh meiga observação, o Lula assinou sem ler. VC ACREDITA QUE O PRESIDENTE FEZ ISSO? Não diga que ele sabe ler? ahh
faz de bobo...
ele não sabe de nada, ta parecendo o Maluf.

QUE DEUS ZELE POR NÓS!

quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

Hipocrisiônicos

Hipocrisiônicos... o que é isso?


Seres humanos. Nada mais que eles.
Não venham dizer que eu só sei falar mal da raça a qual pertenço, mas é complicado.
Tenho vários elogios a fazer, mas infelizmente os meus dias estão sendo tomados pela falta de caráter de muitas pessoas.
Não que eu seja a alma boa... mas tem algo errado nesse mundo. Será que só eu estou vendo e me indignando com essas situações? Será que só eu vejo que o muro de Berlim que separa a dignidade da vulgaridade ainda não foi construído?
Estamos passando por uma crise de moralidade, onde vemos muitos pregando pudor, respeito, dignidade, mas seus próprios idealizadores são os primeiros a cair na bagunçada...
Aháaa... hipocrisia pura e limpa.
São tantas pessoas finjindo ser o que não são, colocando máscaras. Mas para quê? Pra que isso?
Temos nossa face, temos que levá-la ao mundo do jeito que ela é, aprendermos a concertar os erros e ajudar ao próximo, pra que finjir?
um dia todas as máscaras cairão mesmo, então pra que adiar?
Vamos começar a nos mostrar agora, dizer quem somos, nos assumir. Não só por amor ao próximo, mas por amor a nós mesmos, afinal:
Como você vai amar ao próximo com a ti mesmo se você nem se ama?^^ hun?hun?
É complicado!
Só estou cansada de pessoas que diziam que amizade era tudo, e no final, não era nada.
Só estou indignada com esse povo que diz: Abram seus olhos, e quando finalmente abrimos, eles querem os fechar de novo.
Pra de hipocrisia... Para de pateticidade.
Somos uma raça hipocrisiônica mentirosa, todos criados em vidro, moldados pela sociedade, nada diferente de um bebê de proveta que é feito artificialmente, no entanto para esse bebê ainda há a saída de sua personalidade não ser moldada, embora sempre venhamos ter influência, mas sermos os protótipo medilcre da sociedade em decadência assim como estamos sendo: É DE MAIS!

sexta-feira, 1 de janeiro de 2010

e,,,


... E se sentir só mesmo quando não é culpa sua. Quando você é o único que permanece no barco, quando vc não é o culpado por tudo ter dado errado, pelo contrário, você foi o único que lutou para que isso tudo tivesse futuro. E agora?
CAda um segue sua vida e vive inerente ao que aconteceu, mas eu? Eu fico aqui com a dor da perda e do engano, de ter lutado 365 dias por algo que hoje... hoje talvez já não tenha mais importância.
Talvez no coração de Deus ainda exista um sonho, mas no meu... esse sonho hoje está ferido e faz do primeiro dia do meu ano um pesadelo.
Estou com saudades dos meus livros...
Estou com suadades de afogar minha existência em letras de contos fictícios, mas que tornavam a minha realidade menos cruél e indiferente.
Saudades...
Saudades das histórias de filmes.... Pena que já assisti a quase todos os filmes da locadora e os novos ainda estão no cinema... Pena...
Pena chorar e ser o único, quando existem mais 14 olhos que poderiam estar derramando as mesmas lágrimas, mas é duro saber que isso tudo... isso tudo só significou algo para você. E que as escolhas erradas não foram tomadas por mim, mas eu as permiti para ser democrática e olha no que deu? Somente eu e meu ombro amigo estamos no barco... E agora? pra onde velejaremos? Para onde correremos? E nossos sonhos do meio do ano?
É excelente terminar 2009 com todos os sonhos realizados (graças a Deus), mas é tão triste iniciar 2010 vendo que pelo menos um você talvez terá que abandonar, não por sua causa, mas por que por mais que venhamos dizer que não dependemos dos outros, dependemos sim. E as atitudes alheias influenciam nas nossas, não estou fazendo por que todos estão, mas por que ainda não tenho ninguem para ir comigo e dançar por que a vida é ultra linda!
E assim ficamos por enquanto... É apenas o começo da história... sempre é um drama pra desenrolar certo? Então esperemos, estamos apenas a 364 dias do possível desfecho dessa história ou de uma outra conclusão. Esperemos que seja boa.
Só gostaria que as pessoas aprendessem a interpretar certo, e parassem de jogar umas contra as outras... para mim a vida não passa de um grande mal entendido!


Lis Masil.