Translate

domingo, 29 de novembro de 2009

INVERSÃO


É tão ruim se decepcionar com as pessoas. Tem coisas que agente vê que doi mais na alma do que uma facada ao acertar o seio. Principalmente quando se tem memória e quando se consegue pensar, viver as sensações do momento, sem reviver as emoções que te fizeram transbordar no momento. É incrível como o ser humano nos surpreendem quando querem chamar nossa atenção. É incrível como nos deixamos sentir abalados por cenas semelhantes mesmo tanto tempo (nem tanto assim) depois. Eu só me pergunto por que tudo isso aconteceu. Eu sei que foi como uma gota de neve, um floquinho que caiu no topo de uma montanha de sentimentos, causou a queda de um bloquinho de neve, que no descer da montanha foram se juntando a outros e no final virou aquela bola que quase nos esmagou. Eu só sei que aquela cena não quer sair da minha cabeça, foi uma das mais ruins que já vi até hoje. Estou profundamente ferida. Doí pensar, mas tenho sangue frio o suficiente, para relembrar, reviver sem deixar cair uma lágrima novamente de meus olhos, por que eu faria isso? Sem motivo. Poderia, ou pode, até ter motivos, mas do que iria adiantar? O fato aconteceu e isso é real. O problema é as consequências que essa imagem pode deixar na mente fragilizada como a minha, acostumada a se decepcionar com as pessoas que jamais pensou que um dia poderiam me abandonar e agora... e agora parece que tudo virou àgua. Eu sei que ainda tem algo de sólido, mas a imagem quebra. Por que fez isso? Já sabe que sou diferente das outras pessoas, que chamar minha atenção nunca irá chamá-la, apenas convidá-la a sair de cena, assim como sai. O problema é que nunca volta ao normal não é mesmo? Aquilo vai estar sempre ali me cutucando em algum momento da minha vida... Por que eu insisto em fazer isso? Por que eu insisto em ter memória enquanto todo mundo esquece que escarrou na cara de alguém, eu sempre me lembro de cada guspe que foi lançado sobre minha face? Claro que haverá uma superação, mas ainda doí. Muito... Foi um corte profundo. Eu disse, faça nada e eu te amarei, faça menos ainda e terá me dado motivos suficientes para sofrer. Eu mesma vejo o que aconteceu como "nada", mas é inevitável ver e rever aquilo tudo como um momento triste, como o momento em que meu castelo de areia, tão idealizado, de tanta perfeição, de tudo que fiz com carinho vir ao chão por conta de uma (literal) binga que caiu no lugar errado e fez tudo ir ao chão. É inevitável ver que por um momento eu pensei ter me enganado, e doí muito para mim que sempre me engano descobrir que mais uma vez eu não fui surpreendida com um "Ah há... dessa vez você se enganou por que não foi enganada!" Por que eu tenho que sempre ver o por do sol quando o dia está começando a ficar lindo? Por que aquelas memórias do inexistente, do antigo ainda rondam minha mente? Sabe doí imaginar que ainda está em algum lugar, eu sei que não está, mas doí. Eu quero parar de pensar assim, eu estou tentando, mas a cada decepção parece que eu ainda sinto em algum lugar. É horrível e é ruim, por que eu não quero mais. Perdi um ano da minha vida sendo enganada e pior de tudo, por mim mesma, que a todo tempo sabia de tudo que estava acontecendo e ainda assim deixou levar a situação... por que? se eu tivesse parado esse jogo talvez hoje eu estivesse vendo alguns pequenos fatos da minha vida com tão pouca importância, talvez com mínima importância que merecem, no lugar de ficar vendo como gigantes armados contra mim. Por que tanto tempo depois eu ainda insisto em pensar nisso? É sempre assim, a dor é esperta, ela espera apenas aquele momento de fragilidade para trazer a tona as memórias que o coração não conseguiu apagar. Talvez o que você julga pequeno para mim seja grande. "Nunca julgue vil o que é tão importante para seu irmão. Para mim é importante poder confiar em alguém. Saber que independente de estarem comigo ou não serão bons do mesmo jeito. Para mim é bom saber que o que eu fiz não foi só por fora, mas por dentro também. Saber que quando eu precisar partir não haverá mudanças novamente, permanecerão bons... Será que só são bons por minha causa? Mas eu não sou tão boa assim! Eu também sou fraca e o que mais faço é chorar, nem que seja de rir. Eu sei que quando alguém volta a inversão faz meus dias choverem de novo, e acho que hoje depois de algum tempo é o primeiro dia que chove e eu estou com muita vontade de chover junto. Quero chorar! Sozinha dessa vez, como sempre fazia antes... chorar sozinha em meu canto, com minha dor, individualista, só comigo mesma, apenas eu e Deus, no meu quarto, no escuro, no claro, chorando, pensando, pedindo, sendo sincera e buscando a felicidade que eu tanto insisto em encontrar, ou os momentos felizes que preciso juntar para ser feliz. Isso é pedir de mais?

Don't say goodbye Não diga adeus
Cause I don't wanna hear those words tonight Porque eu não quero ouvir estas palavras esta noite
Cause maybe it's not the end for you and I Porque talvez este não é o fim para você e eu
And although we knew E apesar de sabermos
This time would come for me and you Que este tempo viria para mim e você
Don't say anything tonight Não diga coisa nenhuma esta noite
If you're gonna say goodbye Se você for dizer adeus

Eu só não quero que doa o quanto doeu. Eu só não quero sofrer de novo tudo que já vivi... tudo que já passei, embora não tenha contado. Mas tem coisas que agente não precisa saber para não fazer, ferir os outros mesmo sem querer é uma dessas coisas, eu ainda te amo, mas me amo também e não quero passar pelo mesmo mar de lágrias outra vez e pelo mesmo motivo. Pelo menos você é real e por isso o cuidado deve ser dobrado.


*"Say Goodbye - Skillet"

terça-feira, 24 de novembro de 2009

As tensões e o fim de ano


Todo ano é aquela correria e eu estou a menos de 15 dias do fim do meu ano letivo como aluna do ensino médio do ctu, para quem visitou meu blog desde 2007 sabe quanta coisa aconteceu e mudou na minha vida desde então, pessoas que conheci, experiências que vivi... é a vida caminhando e mostrando para mim o meu lugar com o passar do tempo e eu indo em busca do que quero com ajuda de Deus.
Tudo diferente, passou tão rápido, pensei que fosse demorar, mas olha, cá estou e nem acredito. parece que estou em 2007 escrevendo um possível texto para o fim de 2009, caraca já está batendo na porta 2010 e eu aqui com lembranças do meu primeiro ano nesse colégio.
Acho que posso dizer que vivi um filme por aqui, e que graças a Deus estou tendo um final mais que feliz... Agora é a faculdade.
Mas enquanto o presente ainda não é passado e o futuro ainda é apenas plano, o hoje está no meio da porta, querendo a janela, fazendo de tudo para poder entrar nas nossas vidas.
Sei que estamos passando por muitas dificuldades, que será difícil manter a rotina, manter a vida, viver longe, viver bem...
Nosso passado quando é ruim é uma tatuagem, você pode ter se arrependido, não gostar mais dela, mas é só você tirar a camisa por conta do calor e todo mundo vai ver que está lá. Muitas pessoas criticam as outras no momento de crescimento, mas isso é uma bela função, você subir o morro com toneladas nas costas, se vocÊ faz isso com as toneladas, subir outros morros na vida sem elas será de fato mais fácil.
Eu sei que sempre irei apoioar quem quer crescer e se tornar bom.
Eu sei também que disse que nunca mais iria ser escada para os outros subirem e realmente não estou sendo, eu estou ajudando a construir uma nova escada e estou de mãos dadas e subindo juntos.
Espero em Deus um dia postar algo, escrever um conto ou um livro sobre tudo isso que estamos passado.
A vida traz coisas boas mas junto com elas vem as lutas para conquistá-las e eu não vou desisitir de você!

complemento de postagem... ver link de minha vida complexa

http://lisems.blogspot.com/2009/05/atitudes.html

sábado, 21 de novembro de 2009

Quando os motivos para rir se acabarem...



... EU IREI RIR SEM MOTIVOS!
Cada dia mais complexa, mais cheia de mix de pensamentos, sentimentos, exaltações e amor.
Cada dia diferente e a mesma pessoa, cada dia mais confusa e mais certa do que quero, estou cada dia mais próxima do que quero e longe de não conseguir. Estou cada vez mais perto... cada vez mais perto...
Eu sei que vou sorrir sempre, e que meus inimigos que odeiam me ver rir, vão continuar me odiando, porque até quando estou no fundo do poço e cheia de "amigos" mandando pazinhas pra que eu cave ainda mais, aquele sorriso que conquistou muitas pessoas ainda estará estampado na minha cara, então não se convença pelo meu riso e sim pelo meu coração. Um dia, pelo menos uma pessoa eu acho que vai entender o motivo de ver tantos risos em mim.
Mas se os motivos pra rir, para ser feliz, para cantar se acabaram o que eu vou fazer? Eu vou pular, eu vou gritar, eu vou cair na gargalhada de qualquer coisa, eu vou cantar qualquer musica sem me importar com tom ou letra... Se os motivos para rir se acabarem eu vou rir sem motivo algum, por que eu não preciso de motivos para ser feliz, já me basta ter nascido, Deus ter me escolhido para vir aqui e fazer algo, nem que seja escrever em um blog que eu irei rir sempre que possível e necessário.
Esse é o meu prazer!
Rir.
Amar e rir.
Ser feliz e rir.
Louvar a Deus e rir...
Eu nasci para rir.
O dia de hoje foi lindo! E mais do que nunca eu tenho muitos motivos para sorrir, muito embora, e pouco me importe, se eu tenho outros mais para chorar!
Quero é ser feliz!
Eu já sou feliz!


Deus te amo e muito obrigada por ter me dado o meu "emo" dançante, que vive me fazendo cair, bate com minha cabeça em tudo quanto é canto, já sou taxada de doida e ele ainda me faz isso... Mas eu ganhei do jeito que eu queria e amo muito.

"TE adorar Senhor, é o meu prazer.... Te entronizar, te bem dizer! Minha paixão está em ti, meu coração está em ti!"

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Exausta

Dias de sono!
Nossa tem semanas que não durmo bem, que não me sinto bem e que não estou 100% bem. Diferentemente de 2007, quando eu estou no ctu pelo menos não estou tão mal, mas agora tow com aquele sono e estou trabalhando no SOE e não tem nada de imediato para fazer, então imagina como eu estou para não dormir na cara dos "patrões"?
Hoje ainda a Keka2, a do bloco E, veio dar rara penando que eu e o déku tinhamos brigado, olha as idéias da topeira!
Sem noçãooooo...
Minha cabeça ta girando, vou matar aula.
Acho que vou tomar pau em eventos por falta, eu estou começando a ficar doida... muito doida mesmooo...
Dennys converteu e eu tow quase dormindooo AHhhhhhhhhhh...
Ai ai... esse ano esse blog sofreu.
Quando não foi abandonado, ficou desprovido de boas novas com qualidade!
Mas agora espero em Deus ir pra Universidade e conseguir seguir minha vida bela e bonita, realizar meus sonhos sem olhar pra trás e com muita força para não desistir ou não dormir no meio do caminho!
e DÉKU... VAI QUE É TUA MEU GATÃO... VC CONSEGUE! ANO QUE VEM NÓS DOIS LÁ NOS IC's

domingo, 15 de novembro de 2009

Acostume-se com a presença de minha falta, eu vou te fazer chorar!
Cada dia vejo meus sonhos do outro lado do rio... tão distantes... tão longe de mim!
Ajude-me Senhor!

sábado, 14 de novembro de 2009

Triste é a tristeza

Principalmente quando ela me invade e leva a alegria que brilhava dentro de mim. A tal ordem das coisas alterando minha vida e modificando minha história, transtornando os meus dias e me deixando sem entender para que lado vai o barco.
Eu só queria dias de paz!
Eu só queria poder entender tudo o que está se passando e me deixando na beira da estrada sem entender nada e desmotivada a entrar em qualquer carro que me ofereça carona!
Eu só queria poder rir com o sol de novo, embora eu já não chore mais com a chuva.
Ai Deus!!!... ahhh
Eu senti o vazio até mesmo após me encher, mas acho que a culpa não é dele. Acho que é minha. tenho quase certeza de que a culpa é inteiramente minha!
Acho que eu estou com medo.
Medo de assumir meu medo, e perdê-lo por medo.

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

voltas e voltas


A vida dá voltas e realmente muda!
tinha dito o contrário em postagens mais antigas...
Breve exclareço mais!

domingo, 8 de novembro de 2009

Morro de nojo do ser humano!


Como podemos ser tão porcos?
Tão imundos?
Tão hipócritas?
Como podemos pensar somente em nós mesmos e não nos preocuparmos com os sentimentos alheios?
Como somos tão nojentos e repugnantes?
Somos imundos!
Os seres humanos me inojam todos os dias com suas atitudes mesquinas e vís.
Usamos as pessoas de escadas, os corpos de parque de diversões, as vidas como nada... Somos tão frescos!
Somos tão mentirosos.
oh raça!
Somos tão impuros que somente o Espírito Santo perante Deus para levar nossas petiçoes mesmo.
Pedimos coisas, fazemos o contrário, juramos o amor mas só plantamos ódio.
Achamos que as pessoas são apenas meros objetos a nossa disposição.
Que nojo!
Acho que quero vomitar.

domingo, 1 de novembro de 2009

Dia louco

Aniver, contatos, saudades,loucuras, dinheiro, família, amigos... muitas coisas!
Deus: NUNCA VOU DEIXAR DE DIZER: AMO VOCÊ!