Translate

segunda-feira, 25 de maio de 2009

Esteriótipo contínuo




Todo mundo fala tanto no século vinte um ser um século de quebrar barreiras e esteriótipos, mas cada vez mais eu vejo pessoas presas a suas próprias regras e conceitos, enfiando a cara na parede e achando que o sangue nada mais é do que a demonstração do quão fortes são para defenderem o que pensam.


Bobagem!


Uns para se libertarem dessa prisão pessoal que cada um se coloca diariamente e tentar fujir, escapar de toda essa asneiragem que somos obrigados a ver todo o dia, não acompanham "modinhas", mas não levam em conta que esse seu jeito é uma moda que também foi criada por outra pessoa e que isso a faz uma seguidora de modinha.


O caso é que ninguém está livre desse segmento social. O que não podemos é nos esteriotipar com as ocasioes e os conceitos errôneos que todos os dias nos são enfiados guela a baixo e sem direito de abolimia.


Não podemos dizer que uma pessoa é evangélica só por causa da saia grande ou do coquinho na cabeça, não podemos julgar um negro só pelo fato de o ser, não podemos deizer que todo ladrão é negro e todo político corrupto é branco, não podemos falar que homem é tudo igual e que mulheres são incompreensíveis. Existem fatos que nos levam a crer que algumas, não muitas as vezes o currículo bate com o dono, mas não podemos tomar essas coisas como critérios de julgamentos do ser humano. Cada um tem sua individualidade, pois não podemos dizer que todo rico é educado e todo morador de favela é bandido não é verdade?


Temos que estar com os horizontes abertos para as novas coisas, devemos deixar as pessoas nos surpreender todos os dias, ficarmos na expectativa de que essa surpresa será boa, ter fé na humanidade, embora muitas vezes ela não mereça.


Os preconceitos, o julgar uma pessoa pelo que ela aparenta ser, não dar a oportunidade das pessoas se mostrarem, embora algumas se mostrem até de mais... Mas devemos abrir um pouco do nosso espaço vital para que as pessoas entrem e mostrem o que elas tem de melhor e não o que elas tem a nos oferecer.


O caso é que o ser humano ficou tão egoísta que aquele que não pode oferecer nada, deve ser banido do seu convívio. Muitas vezes esse "nada" pode não ser realmente o nada, pois todos tem algo a oferecer, mas muitas vezes nossos interesses estão voltados para horizontes contrários e não nos permitimos mudar a bússula para enchergar o que o outro cume tem de melhor.


Mudemos nossa rota se isso nos for propocionar melhores condiçoes de vida.


Se todas as vezes que você teve o revéz de ser assaltado foi um negro e se a maioria do congresso é composta por políticos que roubam e brancos, não devemos achaar que todo branco é corrupto e todo negro é ladrão, se não a humanidade não terá ninguém honesto, e isso bem sabemos que não é verdade.


Falar que não tem preconceito hoje em dia é uma hipocrisia, então vamos começar a mudar nós mesmos, não precisamos andar de mãos dadas com coisas que muitas vezes não aceitamos, mas devemos respeitar, como já disse, a individualidade de cada ser humano, sua história, sua vida e suas idéias. Se pudermos ajudar, BEM, caso não, TAMBÉM NÃO ATRAPALHEMOS NÉ?!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leu a postagem? Então não deixe de comentar. Abraços e que Jesus os abençoe, Elisa Macedo.