Translate

sábado, 22 de novembro de 2008


Eu não consigo entender certas coisas da vida!
Como pode alguém fazer sua felicidade depender das atitudes alheias?
Nós não sabemos se elas estão mentindo ou não.
Muitas vezes nós mesmo não nos entendemos, mudamos de idéia, trocamos de opinião...
Então como dar um voto tão significativo de confiança? Ainda mais quando essa pessoa não se mostra confiável nas suas atitudes como se mostra nas suas palavras?
Devemos confiar!
Eu sei, é meio contraditório, mas analisem...
Se a confiança acabar, acaba o respeito, a dignidade... e uma série de outras virtudes e qualidades que partem do interior natural do ser humano.
Mas que atitude tomar?
Impossível dizer.
Você vai saber.
Só não se atenha na maldade, no egoísmo, no pensar em si próprio sem entender que essa pessoa também merece ser feliz, e se a felicidade dela não é você: PACIÊNCIA!
Podemos amar, dedicar-nos a quem quisermos. Só não podemos obrigar as demais pessoas a pensarem como nós, ou então impor a elas o nosso amor e dedicação.
Amamos quem queremos, amam-nos se quiserem.
A vida é assim.
As vezes nós não damos valor a quem nos ama, e por consequência, quem amamos não nos dar valor. Não é chumbo trocado... É a tal ordem das coisas de que tanto falo.
O Único que nos ama sem pedir nada em troca é Deus, mas ainda assim Ele encontra alguém para despresar todo esse grande amor. Quer exemplo melhor de ingratidão humana?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leu a postagem? Então não deixe de comentar. Abraços e que Jesus os abençoe, Elisa Macedo.