Translate

quarta-feira, 10 de setembro de 2008

Cidadania

Galera, tenho que passar noticias antigas que continuam repercutindo.

Lembram-se que eu disse que tinha que contar de um incidente no ônibus? Então... Foi logo no início desse mês o pessoal da empresa de ônibus da minha bela cidade, chamada Juiz de Fora, descobriram que estava "xerocando" os vales, digamos assim. Quando eles estavam nos extorquindo com preço da passagem, demorou muito para a verdade vir a tona, enquanto aos nossos olhos ela reluzia como diamante polido. O caso é que agora o ofendido eram eles, que estavam revoltados com o "roubo" que estava acontecendo. A TV divulgou que os vales do mês de Agosto não seriam mais aceitos com menos de 24 horas, ou seja eles tinham que ter avisado antes. Quem saiu de casa e não ligou a TV não ficou sabendo desse absurdo. Foi quando eu fui pegar meu onibus, senti um alívio em saber que eu nao ia pagar a passagem com vale, mas fiquei indignada. Primeiro o trocador nada dos bem educados não estava aceitando os vales do pessoal; Segundo, era uma falta de respeito total com quem estava indo trabalhar com apenas o vale que recebe; E terceiro, eles estava totalmente fora da lei. Como o ônibus da área do meu bairro tem como entrar viajar e pagar pouco antes de sair, muita gente entrou mesmo assim. O trocador os deixaram presos e pior, o ônibus ainda quebrou. Todos descemos, menos eles, que ficaram presos como se fossem os próprios "xerocadores". Eu já tinha descido e estava até chegando ao meu destino, mas quando me dei conta de que era uma arbitrariedade o que eles estavam fazendo eu agi como uma cidadã, que visa não somente seus interesses. Não iria adiantar nada eu gritar artigos da constituição que eles estavam indo contra dentro do ônibus, porque pra inicio de papo, metade daquele povo concerteza nem sabe o que diz a nossa constituição. O bom das aulas de direito é que elas estão me instruindo, eu já lutava pelos meu direitos e agora os conhecendo e tendo argumentos, fica bem mais fácil. Eu liguei para policia e disse que era uma arbitrariedade, uma falta de respeito com o cidadãos que estavam dentro do ônibus, que eram trabalhadores e estudantes e que além de tudo, cárcere privado é crime e haviam pessoas presas dentro de um ônibus, E QUEBRADO. Bom, o assunto veio a tona quando eu contei pra minha mãe e ela disse que graças a uma confusão na nossa linha de ônibus o prazo de aceitação dos vales passou para dia 16 de Setembro, e meus amigos que sabiam da história vinham falar comigo. Muitas pessoas do meu bairro e que estavam no distinto meio de locomoção, podem até nem saber que foi obra minha, como realmente nem pode ter sido, mas que eu sei é que se todos nós fossemos mais cidadãos e esclarecidos, o Brasil já teria mudado a muito tempo.
Lis Masil

6 comentários:

  1. Vai ser dificil e demorar pro Brasil mudar ein. Ótimo texto, adorei :D
    Beeeijão e espero sua visita e comments!

    http://tiomah.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Morro de orgulho de conversar com pessoas como você, também tento ser uma pessoa mais esclarecida e ciente dos meus direitos, mas é difícil chegar a essas informações, mas sempre que eu sei que eu estou certo eu corro atrás.
    \o/

    ResponderExcluir
  3. Uhuu e viva a minha amiguxa que ligou pra policia...eu estava nesse onibus e tava morrendo de rir da muvuca que tava akilo lah...mas só tinha uma pessoa que tava rindo mais que eu: Lis!

    mto pala esse dia...isso gerou ate uma briga minha com a minha prof de história.Eu disse pra ela que o povo só aprende a falar quando ele eh proibido de alguma coisa (ou quando mechem no seu bolso).ai eu falei pra ela que tinha que ter 3 anos de ditadura no país (essa parte foi de zuação com a cara dela)...a mulher foltou pouco me bater...mas depois eu expliquei tudo direitnho pra ela e ela entendeu e disse que eu estava certissima. ;D

    Bjaum Lissss

    ResponderExcluir
  4. Nossa, se fosse eu tinha armado maior barraco. Sou agitador, normalmente as pessoas me seguem hahahahaha... Seria um caos! xP

    Mas você fez certo em ligar para a polícia, afinal eles como órgão público fiscalizador devem agir nessas horas impondo sua autoridade.

    ;*

    Musikaholic

    ResponderExcluir
  5. A história é um fato veridico sim, eu quero muito que ele fique comigo, mas tb não quero me iludir demais, criar esperanças.

    ResponderExcluir
  6. Atualizei :DDDD
    Passa lá, beeijos :D

    http://tiomah.blogspot.com

    ResponderExcluir

Leu a postagem? Então não deixe de comentar. Abraços e que Jesus os abençoe, Elisa Macedo.