Translate

quinta-feira, 31 de julho de 2008

Muito pala esse mundo todo!


Cara como pode um dia ser tão diferente do outro?

As coisas mudarem, as ordens das coisas... tudo ser diferente!

A mas meu amor por Deus almenta a cada dia um pouco mais.

Sei que devo amar incondicionalmente, mas a cada dia eu encontro mais motivos para ser feliz.

O pessoal do técnico de turismo...o povo maneiro, tudo doido, tudo simpático, tudo gente boa!

Em breve volto com mais noticias na certeza de que serão boas!:P

É dessa cara de menina sapeca que eu estou ai na foto que eu gosto, e que acredito que todo mundo que me conhece gosta de me ver assim!

E Graças a Deus e a mais ninguem eu estou assim... tão feliz. Tão feliz por ele ter colocado o pessoal do ensino médio pra me ajudar nos momentos difíceis e compartilhar os alegres e o pessoal do técnico. Cara a sala do técnico é uma terapia... muitos risos, muitas palas!
Senhor, continue abençoando intensamente aquela turma!
AMÉM!

segunda-feira, 28 de julho de 2008

É a tal ordem das coisas!

Eu não entendo como as pessoas boas podem mudar tanto assim? E como as más dificilmente mudam? O mundo conspira a favor do mau, é fácil notar isso!
Quem nunca teve um grande amigo que te virou as costas, ou por um comentário seu te achou o cara mais chato do mundo, pensando que você queria comandar a vida dele?
A vida é assim. Quem amamos muitas vezes se afastam pensando que nossa proteção é inveja ou ciúmes. Nada disso! Proteção é cuidado com que amamos e quem não entende isso, pode ter um milhão de namorados, que nuca entenderá o verdadeiro amor.
Pessoas que por natureza são egoístas acham que o mundo inteiro se aproxima delas pensando em tomar algo ou conspirar contra ele. Não acredita em um pingo de amor verdadeiro, que um amigo pode oferecer para o outro sem nenhum interesse.
O que ganhamos?
Ganhamos desprezo e a ignorância de pessoas que não entende o que é pensar em alguém com medo que ela venha se ferir. Mas acredito que o Deus que eu creio sabe bem julgar nossas atitudes e espero não estar errada procurando me afastar de alguém que não entende que o que quero e vê-la feliz.
As pessoas procuram o fácil e não o certo.
O mundo está ai, cheio de buracos para pisarmos e sermos tragados. Agente avisa do campo minado, mas não querem nos escutar.
É como gritar para as paredes.
É como ler pro surdo.
É como tocar no leproso.
É como sorrir pra um cego.
É como chorar para um fracassado, que sempre vai ver no seu choro um ar de coitadinho e nunca de um preocupado.
Não estou louca a pondo de gritar para as paredes, ler pro surdo, tocar no leproso, sorrir pra um cego, mas estou lúcida o suficiente para entender quando minha presença não é bem vinda.
Grata.


Prefiro nem postar foto!

quarta-feira, 23 de julho de 2008

Trabalhos...

Hoje meu pc está me extressando. Muitos vírus e um na memória RAM...¬¬

Bom estou dando uma limpeza nele e ainda de férias estou fazendo um trabalho de biologia sobre a dengue. É muito difícil pesquisar assuntos específicos na net, nunca aparece somente o que pedimos.

Se algum querido chefe de manuntenção da rede Brasileira ler essa pequena postagem, faça algo por nós que não gostamos de copiar e colar trabalhos e sim pesquisar para produzir uma boa matéria e entregar um trabalho digno ao professor.

Obrigada.


Ps: nessa foto a irmã da Nêssa, a Natália está demonstrando todo o seu carinho, que perceptívelmente nota-se que é bem FORTE, por mim.:P

Bjim Patália.


*Se não for pra te adorar- Fernandinho*

segunda-feira, 21 de julho de 2008

Eis gente!


Para quem pensava que iria se ver livre da minha presença de blogueira de plantão: enganaram-se.
Aqui estou e cheinha de novidades.
Peço desculpas aos que me visitam, mas fui curtir um pouco dessas “pseudo-férias”. Viajei para Pádua com esse bando de loucas ai da foto: Pamanda,Patália,Pelis e Panessa. Corrigindo, Amanda, Natália, Lis e Vanessa... PS eu viajei comigo mesma.
Enfim foi muito boa a viajem, fui muito bem tratada, conheci novos comportamentos que em breve irei fazer algumas observações e aqui as postarei (muito embora eu esteja devendo muitos assuntos), o caso é que são um turbilhão de coisas acontecendo ao mesmo tempo.
Novidade boa: Passei em quinto lugar no vestibulinho.
A viajem foi de mais, o povo simpático e me senti muito lá...:P
Agora tenho que tentar me atualizar nesse velho mundinho juiz-forano pra poder postar coisas descentes.
Desde já agradeço a Dona Rosalinda por me receber na casa dela sem nem me conhecer, a sua filha Carla e ao Natanzinho que tava a fim de levar uns sopapos. Também a Tia Paty e a esse trio de irmãs malucas e brigonas que alegraram as minhas férias.
Foram muitos micos e o troféu “Ai que mico” vai pra querida Panessa! Oreurieurioeuoieureio

Bjim gente fiquem com Deus!